...da forma mais inesperada...

Domingo, 03 de Fevereiro de 2008
Encontrei esta preciosidade num blog espectacular: "Vendo a minha mãe". Obviamente, e por todas as razões lógicas não resisti a copia lo para aqui...

 

Não é ele que anda sempre para aí a dizer que é aficcionado dos touros e dos cavalos? Pois já sei o que lhe vou dar de presente

publicado por Desclassificado às 02:47"
Ehhh coisa bonita!!! O tipo até está quase a fazer anos e tudo, veio mesmo a calhar. O que será que prefere que eu lhe ofereça: uma carrada de m...ou um par de chfres de veado, daqueles bem enrolados, banhados a ouro, para pendurar no pescoçinho?
sinto-me: de espirito carnavalesco
tags:
publicado por Carlita às 17:08

Terça-feira, 15 de Janeiro de 2008

Dadas as circunstâncias, é me legítimo perguntar:

 

Que hicieste?

"Ayer los dos soñábamos con un mundo perfecto
Ayer a nuestros labios les sobraban las palabras
Porque en los ojos nos espiábamos el alma
Y la verdad no vacilaba en tu mirada

Ayer nos prometimos conquistar el mundo entero
Ayer tú me juraste que este amor seria eterno
Por que una vez equivocarse es suficiente
Para aprender lo que es amar sinceramente

[Chorus:]
Qué Hiciste? Hoy destruiste con tu orgullo la esperanza
Hoy empañaste con tu furia mi mirada
Borraste toda nuestra historia con tu rabia
Y confundiste tanto amor que te entregaba
Como permiso para así romperme el alma

Qué Hiciste? Nos obligaste a destruir las madrugadas
Y nuestras noches las ahogaron tus palabras
Mis ilusiones acabaron con tus falsas
Se te olvido que era el amor lo que importaba
Y con tus manos derrumbaste nuestra
casa

Mañana que amanezca un día nuevo en mi universo
Mañana no veré tu nombre escrito entre mis versos
No escuchare palabras de arrepentimiento
Ignorare sin pena tu remordimiento

Mañana olvidare que ayer yo fui tu fiel amante
Mañana ni siquiera habrá razones para odiarte
Yo borrare todos tus sueños de mis sueños
Que el viento arrastre para siempre tus recuerdos

[Chorus:]
Qué Hiciste? Hoy destruiste con tu orgullo la esperanza
Hoy empañaste con tu furia mi mirada
Borraste toda nuestra historia con tu rabia
Y confundiste tanto amor que te entregaba
Como permiso para así romperme el alma

Qué Hiciste? Nos obligaste a destruir las madrugadas
Y nuestras noches las ahogaron tus palabras
Mis ilusiones acabaron con tus falsas
Se te olvido que era el amor lo que importaba
Y con tus manos derrumbaste nuestra casa

Y confundiste tanto amor que te entregaba
Como permiso para así romperme el alma

[Chorus:]
Qué Hiciste? Nos obligaste a destruir las madrugadas
Y nuestras noches las ahogaron tus palabras
Mis ilusiones acabaron con tus falsas
Se te olvido que era el amor lo que importaba
Y con tus manos derrumbaste nuestra casa"

Jennier Lopez

 

 

Ouviste bem? Melhor, leste bem? É só para ti, querido.Que hicieste, batraquito? Se bem que no teu caso, se adequaria mais a música da Glória Gaynour ("I will survive"). Bem que ta tentei cantar ao ouvinho "naquela" noite, mas tu fizeste te de desentendido.Até estava com uma linda voz de rouxinol e tudo,mas claro, como o assunto não te interessava, fizeste te de surdo. Já que pergunto, dá me lá o prazer de te poder responder: hicieste o que hicieste e para ti o orgulho estará SEMPRE em primeiro que os teus sentimentos, Então, olha, tenho apenas um conselho a dar te, meu rico tesourino deprimente: L I X A - T E!

 

Não há NADA que me vá estragar este ano...

sinto-me: Mázinha;)
tags:
publicado por Carlita às 21:16

Sexta-feira, 25 de Maio de 2007

Meninas, porque é que nós preferimos as cervejas áquele bicho que se intitula "homem"? Eis aqui uns bons motivos:

  • A cerveja não joga futebol
  • A garrafa de cerveja está sempre dura
  • A cerveja só espirra se você a abanar
  • A garrafa de cerveja tem o tamanho ideal
  • A cerveja não arranja desculpas no sábado á noite
  • A cerveja não confunde os nomes
  • A cerveja não vira para o lado e ressona
  • Várias cervejas juntas não discutem futebol
  • As cervejas não falam de outras mulheres
  • A espuma da cerveja tem sempre um paladar agradavel
  • A cerveja não torce pelo Benfica
  • A cerveja não deixa as cuecas sujas na casa de banho nem mija fora da sanita
  • A cerveja não diz que não vai doer
  • A cerveja não arrota nem fala de boca cheia á mesa
  • A cerveja não deixa a tampa da sanita levantada
  • A cerveja não te deixa á espera a noite inteira
  • A cerveja não reclama do almoço em casa da sogra
  • Quando envelhece, a cerveja não fica barriguda, careca e cornuda
  • A cerveja não olha para outras mulheres
  • A cerveja é sempre agradavel
  • Somos sempre nós  que escolhemos  a nossa cerveja
  • Nunca os enganamos com a cerveja
  • Podemos passar a noite com várias cervejas sem que elas fiquem depois comentando
  • Cervejas velhas não perdem a forma nem a consistência
  • Não iremos engradivar de uma cerveja
  • A cerveja não te fica comparando entre elas
  • A cerveja não dá palpites dispensaveis enquanto conduzimos
  • A cerveja não faz comentarios idiotas
  • A cerveja não é um ser inferior e recalcado
  • A cerveja não é machista
  • A cerveja não coça os tomates

Definitivamente...prefiro as cervejas!!! Fresquinhas...de preferencia!

tags:
publicado por Carlita às 19:21

Segunda-feira, 21 de Maio de 2007

Segundas feiras!!!

Detesto as! Ando sempre meio dormente o dia inteiro. Nestes dias,como diz o outro, "só me apetece ganir!"

 

Hoje, para variar, fiz o balanço do meu fim de semana e devo dizer, que tirando uma ou outra parte, o saldo foi positivo.

Tive uma aventura macabra na minha segunda estreia este ano na praia. Autêntico filme de terror! Eu apenas queria relaxar....e vim de lá mais stressada do que para lá fui!

Praia em Maio...estão a ver o filme? Um dia de sol esplêndido, pouca gente, o céu azul, o barulho do mar. Boa! Pensei eu, é mesmo disto que preciso. Durante meia hora estive no paraíso a tentar ganhar uma corzinha.  Estava no ceu, literalmente!

A escassos metros de mim, reparo num marmanjo,com idade para ser meu pai, prototipo de gigolo, de corpo oleado com uma tanginha amarela quase fluorescente,boa para sinalizar o transito á noite. Pensamento típico:"eis mais um otário!".

Apanho o bronzeador (não queria ficar "chamuscada" logo na segunda vez que ia á praia) e quando dou por mim, tenho o palhaço da tanga fluorescente a perguntar me se precisava de ajuda. Não querido, obrigada, prefiro fazer figura de ursa e tentar mil acrobacias com os braços para chegar ás costas a deixar te por essas mãos gordas e oleosas (provavelmente com ventosas) em cima de mim. Obviamente não lhe disse isto, mas foi o que pensei. Educamente recusei. Insiste na conversa:

 

-"Não a conheço de algum lado? Pareçe me que já a vi nalguma revista?"

Tssss! O que é isto? Sou VIP mas nem tanto... A porta de minha casa não está sempre cheia de fotografos nem me os flahes das máquinas fotograficas me encadeiam! Rosnei lhe uma negativa meio seca mas o parvo não desiste:

 

-" Voce deve ser modelo...Posso lhe fazer um elogio? É uma mulher muito bonita."

 

Ai mãe do céu, pelo amor de Deus, não vais entrar por esse lado pois não? Não me apetece nada por a minha cara de psicopata á beira da loucura! Fiz lhe um riso de hiena na esperança que ele se assustasse. Ali está o tipo de pé a olhar para mim, que estou sentada na toalha, encolhida até aos ossos, desejando que o chão se abrisse ou que viesse um tsunami que o levasse para o raio que o parta. Deve ter reparado na minha antipatia natural, aquela que me faz destilar fel pelos olhos quando resolveu dar meia volta e ir se embora. Sim sim, joinha rara e precisosa, volta lá para a tua caverna fashion e deixa me em paz.

Um quarto de hora depois, insiste forçosamente na abordagem. Trazia um jornal na mão e desta vez pos se de cócoras ao fundo dos meus pés.

 

-" Quer ler? Eu já acabei de ler o jornal, se quiser esteja á vontade."

 

Nesse momento devia ter todas as caras do mundo, menos a de intelectual relaxada. Apeteceu me responder lhe:"Não obrigada, sou analfabeta." Mas porque é que insistes, cromo?Ainda por cima pareçe que acabaste de cair num pote de azeite. Para que é isso? Vais fritar? Não te esqueças de te enrolares na areia para ficares panado, palhaço!

 

Senta se. Tinha acabado de perder as esperanças de lhe dar um pontapé e com sorte talvez fosse rebolar até á beira mar e fosse engolidopor uma baleia que tivesse acabado de dar á costa. Era sorte a mais, realmente...Insiste em manter o monologo. Eu grunho. Rosno de vez em quando. Os meus olhos olham para todo o lado meno para aquele troglodita sentado á minha frente (tinha acabado de me apceber que iria ter pesadelos nessa noite!). Era nestas alturas que devia aparecer o princepe no seu cavalo para me salvar das garras do monstro. Mas não. Princepes nem ve los. Cavalos muito menos. Quando a gente precisa deles nunca aparecem! Até podia vir numa prancha de surf. Neste momento não me faria esquisita. Desatei a suar com os nervos. Devem ter passado apenas 10 minutos (que para mim foram 10 horas) quando me diz que vai tomar banho. Disso é que já te devias ter lembrado á mais tempo, meu autocolante adesivo. Vai vai, com esses pneuzinhos aproveitas para flutuares e aperta bem os maxilares, não te vá ficar a boiar a dentadura na água.

Vejo o a encaminhar se para a água. É um espectaculo digno de se ver, com as suas nádegas rijas, metidas na abençoada tanga amarela, com 7 ou 8 kg de banha em cima, lustroso como um peixe. Some te já.... Encanta te para aí com alguma sereia que quando voltares já eu estarei muito longe daqui.

Acabei o meu dia de praia a fugir...Completamente stressada! Pegei nas minhas coisinhas, estalei os dedos e teletransportei me para casa.

Puxa!!!Não tenho sorte nenhuma... Em que lotaria é que me calhou este numero premiado?!

sinto-me:
tags:
publicado por Carlita às 19:29

Domingo, 20 de Maio de 2007

Hoje estou mesmo diabolicamente terrível. Deve ser da aproximação da nova semana.

 

Apeteceu me imenso deixar este comentário. Dá para rir, mas é uma grande verdade.

 

 

Afinal, é ou não é assim? "Mai nada..."

sinto-me: empalhaçada
tags:
publicado por Carlita às 22:38

Quarta-feira, 09 de Maio de 2007

Meninas, abram os olhinhos!!!!

Um verdadeiro colírio para a vista!

É um gaaaaaattttooo, não acham?

Sair de casa com um homem destes, só mesmo se lhe enfiasse um saco de plástico na cabeça! Sim, sou egoísta mas... com um espécime deste calibre, quem não seria?

 

Aiiiiiii...com este Reynaldo Gianechini era "aquini", era "alini" era em qualquer "ladini"...

 

 

música: Com a vista lavada...
tags:
publicado por Carlita às 20:30

Terça-feira, 01 de Maio de 2007

Esta nem precisa comentários!

 

 

Onde é que eu já (quase) vi isto?!

Vai tentando, babe...

tags:
publicado por Carlita às 14:29

Terça-feira, 27 de Fevereiro de 2007

Queridas fémeas, eis nos aqui reúnidas neste dia tão especial para falar sobre homens. Esses anormais, que de tão anormais quase  roçam o patológico.

Quem foi a mulher que nunca se apaixonou? Á primeira vista, ou á segunda, algumas demoraram anos  para se aperceberem do bater ligeiro e alegre do coração(míopes! hoje em dia ha lojas Multiópticas por aí aos montes!), mas qual de nós, mulheres, nunca suspirou perdida de amores por um marmanjo qualquer? Esse mesmo, aquele do olhar fatal, do corpo de Adónis ou da inteligencia de Einstein? Ai o amor! Bate o coração, tremem as pernas, a voz entrecorta se e tudo isto porque estamos apaixonadas.

No inicio, o amor é mesmo de cinema. Até os beijos.Lingua com lingua, abraços apertados, vamos nos fundir...socorro!Mas é tão bom!!O nosso romance actual é sempre melhor que o anterior (até porque o nosso ex é um grandessimo c...)e muito mais exitante do que o da amiga.Porque só ele sabe dizer as palavras certas, adivinha nos os gostos, apaparica nos de toda a forma e feitio. Alguns oferecem flores. Outros chocolates. Mas estas inteligências nunca pensam que uma mulher pode ser alérgica ao polén ou á chocolate.Devem pensar que os nossos neurónios se extinguem no momento em cheiramos uma flor ou comemos um chocolate.Grandessimos otários! Mas no fundo o que conta é a intenção. De flor em flor, de chocolate em chocolate, com mais alergias ou menos alergias, o certo é que nos chegam ao coração. E a outro lado também... Mas isto é outro assunto.

Mas os nossos queridos "moranguinhos silvestres", os nossos " inhos" pouco a pouco vão deixando cair a capa. É como se comprassemos um Magnum e de repente, só nos saisse o pau do gelado. Hei, onde está a textura aveludada que me faria ir ás nuvens só de provar? E o chocolate cremoso, com uma deliciosa base de leite que me faria ajoelhar a agradecer tamanho prazer?Mas antes não era assim... Prometeram nos o gelado e agora que nos alegremos porque o malfadado gelado derreteu. E o que nos sobra? Um pau...E não é um pau qualquer, nem dá para darmos uma cacetada a ninguem. Com sorte, ainda descobrimos maneira de arranjarmos as unhas com ele.

Estas especies raras, por vezes fazem nos pensar se não teremos regridido á época da pré história.Até um dinossauro tinha mais sentimentos. E no lugar do coração, nasceu lhes uma rocha, daquelas com gravuras do Neolítico e tudo. Eu já os batizei. Para mim existem quatro categorias:os brutosaurios, os machosaurios, os larilosaurios e os príncepeosaurios. Os últimos estão em vias de extinção. Os primeiros, por definição, são brutos por natureza. Qualquer coisinha é boa razão para nos darem um sopapo. "Ainda não fizeste o jantar?" Toma  aí que já ficas que barriga cheia. " A sopa é de feijão?" Toma aí, porque hoje queria caldo verde. Sem comentários.

Os machosaurios, são charmosos no inicio. Têm aquele charme latino,que tanto nos encanta. Um verdadeiro fascínio. Exelente gourmet e melhor amante."Cãrino mio..." Assim que sai do ovo, lá se vai o fascínio com os cães. Têm assim uma ligeira obcessão,uma ligeira paranóia com a nossa roupa e amigos. Nunca nada esta bem para eles. A mini saia, mesmo que arraste pelos pés é demasiado curta, as golas altas são moda obrigatoria em pleno verão, as cores da maquilhagem só as vemos no arco íris e ai de nós de nos apanham a "espichar" o olho! Podemos sempre alegar que somos estrábicas, que de qualquer modo, a paranóia é de nascença.

Os larilosaurios dispensam comentários.São uns queridos, autênticos "darlings", mas amigos, vocês não acham que a concorrência feminina já não é suficiente?

Os princepeosaurios estão em extinção. Esta espécie tão sublime e largamente aguardada durante séculos por qualquer mulher, está mesmo em vias de desaparecer. Onde estão os cavalheiros que nos abrem a porta do carro? Que nos empurram a cadeira para jantarmos? Que nos levam a ver um por do sol belissimo na australia e que nos fazem sentir umas princesosaurias? Por muito que procuremos, não adianta. Nunca vamos encontrar nenhum no seu estado puro(digo, com atitudes super, hiper mega românticas, ligeiramente misturado com  cenas de novelas que tanto gostavamos que nos acontecessem a nós). Não vale a pena. Os princepeosaurios estão a ficar cada vez com menos espaço.Abatem a floresta amazónica e espetam lhe com modelos girissimas á frente; destroem a camada de ozono e enchem a tv de futebol. Assim não ha quem resista.

Coitadinhas de nós, pobres mulheres de grande coração, espírito forte e carne fraca, temos que nos ir contentando com os batráquios de vez em quando dão á costa na nossa vida.

Passado a fase do amor hollyodesco, aparece o dramalhão de faca e alguidar. Eu sempre achei muito romântico queimar as fotos e cartas do nosso querido quando as coisas não correm pelo melhor. Tão á cinema, não acham? Na minha fúria cinematografica de me livrar de tudo o que dissesse respeito ao meu " queriduxo", um dia ia pegando fogo ás cortinas da cozinha.  Não foi o "inferno de Dante" mas foi quase. A partir daí resolvi que era melhor esperar pelas fogueiras de S.Joao.

Estes imbecis cretinos têm o dom de despertar (e desapertar) em nós todo o tipo de sentimentos. Bom com eles mas melhor sem eles? Quem foi que disse isto? Nao há mulher nenhuma que nunca tenha dito que "nunca mais" se voltaria a apaixonar. Poissssss....As mulheres têm memórias selectivas. Como nos partos. Doi muito na altura mas depressa se esquecem. E depois temos que ter em conta, que á sua maneira (muito, muito própria) também estas criaturas de dois pés e oito braços também têm os seus sentimentos. Ás vezes vale a pena dar lhes um bocadinho de atenção.

E quando o filme de amor vira terror então mandem lhe um bilhete:"querido, tás ali a ver aquelas hastes de veao?Pega lhes. São para ti. Assim quando chegar o Natal já estás disfarçado de rena."

sinto-me: Femininamente diabólica
tags:
publicado por Carlita às 20:32

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro