...da forma mais inesperada...

Domingo, 25 de Maio de 2008

Domingo: o típico dia que se passa em família, em que se almoça com os pais e se janta com os sogros, em que as crianças saltam da cama mal rompem os primeiros raios de sol e vão pular para a cama dos pais (quantas saudades! também tinha o hábito de fazer a mesma coisa!), em que não há nada de urgente para fazer e em que se passa metade do tempo a bocejar.

 

Eu não sou exepcção.

 

Hoje até acordei bem cedinho, pudera, ontem não fiz noitadas. Acordei por isso, sem dores de cabeça,sem dores de pés, mais fresca que uma alface e cheia de energia Galp. Tomei o pequeno almoço das princesas (fi-lo eu, com todo o amor e carinho para moi même) na cama, ainda tive porte para umas espreguiçadelas jeitosas no aconchego do ninho e finalmente levantei me. E para o que me deu hoje? Para fazer uma faxina geral nas gavetas e armários de casa! É que segundo o Feng Shui, ao acumularmos muitas coisas antigas e das quais já não necessitamos, estamos a bloquear energias, a acumular energias antigas,a não permitir por isso, que novas energias entrem nas nossas vidas e no nosso espaço...por isso e motivada por esses pensamentos tão animadores...fui me aos armários e gavetas e retirei lhe as entranhas!  Ahhh...mas eu sou uma sentimental! Há coisas das quais sei que  nunca me vou conseguir desfazer. Então, alguma vez me livraria da minha caixinha em que guardo pequenas lembranças dos meus momentos de teenager? Na qual guardo bilhetinhos trocados nas aulas, convites para festas, dedicatórias de amigos, fosforos assinados, frascos de perfumes usados, cartas escritas? E como conseguir livrar me de todos os flyers de anúncios a festas, a maior parte delas em que até fui e me diverti bastante e que me trazem recordações de óptimos momentos? Não! Isto é como arrancarem me um pedaço de mim, por isso, que dane lá o Feng Shui, que não há de ser por ter duas ou três caixinhas com antiguidades guardadas num armário que advirá mal á Humanidade por isso.

 

Deparei me com uns achados arqueológicos numa gaveta, quase do tempo da Lucy...lol! Fotografias( o que restava, diga se) do meu querido e adorado ex. Sim...desse mesmo: 

Olá!!!Por aqui?O quê?! Mas tu ainda és vivo, abrenúncio?!  E (pasmem se!) com toda a naturalidade deste mundo, agarrei nelas (a uma retirei lhe a moldura para por a foto do que vier a seguir, porque como já dizia e bem o Lavoisier: "na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma") e coloquei as no saco do lixo em que já  jaziam vísceras  de outras gavetas. É verdade! Nem sequer hesitei, nem para elas olhei duas vezes. Fui ao contentor do lixo e nem pestanejei.Só que depois de vir para casa é que me pus a pensar naquilo que tinha feito... eh lééé! O que foi isto? Quer se dizer..não houve remorsos? Não houve pensamentos tristes? Não houve sequer uma réstea de arrependimento? Hummmm....Ligei logo á amiga, eufórica:

 

-" Olha sabes o que acabei de fazer? Aquilo que ja era para ter feito há muito tempo....deitei fora TUDO o que encontrei relacionado com o ...(aquele que quem não se diz o nome)  e...não senti NADA!

 

Do outro lado ela respondeu me:

 

-" Mas isso ...isso é bom, não é?"

-" Não é bom, é ÓPTIMO! MARAVILHOSO! Temos que comemorar..."

 

Eu comemorei logo ali no momento: pegei num copo de Martini, duas pedras de gelo, cigarrinho nos queixos, cadeira de balouço e...tá a andar! Estou cá mai feliz! 

 

Já era mais que tempo que este milagre acontecesse. Estava a ver que qualquer dia ainda as galinhas evoluiam para uma nova espécie e ganhavam milhões de dentes ou que as vacas desatem para aí a tossir em grande e eu ainda iria continuar a ler pela mesma cartilha.

 

Bem, depois destes esqueletos  todos tirados do armário, espero que a tal energia de que tanto o Feng Shui fala se resolva a entrar na minha casa, se resolva a entrar na minha vida, trazendo com ela novas promessas de felicidade.

 

Não digam nada...Eu sei, eu sei.Inconscientemente ando a preparar o terreno para conhecer o meu homem mistério e vivermos a verdadeira história de amor das nossas vidas, com direito a foguetes de lágrimas  e tudo no momento de cortar o bolo, no dia do nosso casamento.

 

 

 

sinto-me: Cheia de boas energias
publicado por Carlita às 13:51

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

13
14

18
20
22
24

26
27
28
29
30
31


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro