...da forma mais inesperada...

Sexta-feira, 23 de Maio de 2008

Pelos vistos, vem aí mais um fim de semana formidavel de chuva. É o que pareçe. Pelo menos aqui, no Allgarve o tempo não convida a grandes passeios fora de casa. Convenhamos que isto não é de todo normal!!! Já estamos quase no final de Maio e...cadê o bom tempo? Cadê o sol de Primavera? Cadê a minha estreia na praia para esticar os ossinhos na toalha e ganhar uma cor fantástica? Continuo, por isso, e dadas as condições metereológicas de um branco pálido, quase translúcido e de tez ligeiramente amarelada quando estou com os azeites.

 

Finalmente é sexta feira e não sei o que vou fazer nestes próximos dois dias. Apetecia imenso (tanto! tanto!) sentar me numa esplanada, a comer uns caracóis e a beber umas "bjequinhas"...É que ando mesmo com desejo de comer caracóis, nem vos passa pela cabeça! Se estivesse grávida, diria logo que se não me levassem nos próximos tempos a comer estas coisas viscosas e ranhosas, que o crianço ia sair com ares de lesma! Assim não. Assim tenho que esperar pelo bom tempo para poder satisfazer os meus apetites ao ar livre.

 

Estive ontem, quando me deitei á noite, a fazer mentalmente o balanço das minhas intenções e promessas feitas na noite de Ano Novo para 2008 e descobri que metade delas estão me a sair goradas. Isto não é nada bom! Em primeiro lugar, onde raios pára o Rei de Copas que tanto agoirei que ia conhecer este ano? Eu sei que estamos quase (ainda!) a meio do ano, mas a criatura ja poderia ter dado sinais da sua existência. Ainda deve estar metido dentro de um qualquer baralho de cartas, á espera de uma boa e grande jogada para sair. Toca mas é a dar corda ao sapatinhos, apressa lá a tua comitiva real que aqui a Dama de Copas já está farta de esperar.

 

Em segundo lugar, prometi a mim mesma que este ano ia tratar muito bem da minha saúde. Fazer um check up geral da cabeça aos pés, ir ao dentista, ir ao ginecologista, ir ao oftamologista... Pois sim. Até começei o ano muito bem. As intenções eram as melhores,em Janeiro fui logo ao dentista. Mas quando ele me disse que tinha que lá voltar com a ortopantomografia feita (grande nome para RX dentário) para depois estudarmos bem aquilo e vermos quantos dentes teria que tirar para poder ajustar um aparelho... Alto lá e pára o baile!!! Passou me logo as vontadinhas todas. Eu sei que tenho para aqui enfiados na boca uns quantos dentes do siso inclusos e ainda por cima tenho dentes a mais (sou um verdadeiro fóssil vivo!) mas não preciso que mos tirem todos de rajada. Pelo que nesse dia, á noite, antes de me deitar, pegei no meu aparelho sexy dos dentes, que devia usar todas as noites desde há 3 anos e que já não conhecia o paladar da minha boca há uma data deles e passei a durmir com ele. Não me apetece nada passar outra vez três anos a ter um sorriso metálico apenas para corrigir um dentinho teimoso que insiste em sair do lugar.

 

Depois em Março, como ainda estavamos relativamente próximos do Ano Novo e inspirada pelas minhas novas atitudes de mulher saudavel, fui ao ginecologista abrir a perna.

 

Odeio ir ao ginecologista!!!! Epah...é que odeio mesmo! Acho que nenhuma mulher gosta. Aquela cadeira obsoleta, com aquelas coisinhas penduradas de lado para pormos as pernas, aqueles instrumentos todos ali ao lado...ai que medo!!! Bem, mas o meu ginecologista era um homem, com cerca de 50 anos. Depois de ter estado quase 2 horas á espera, lá me mandou entrar para o gabinete, lá me mandou para um canto tirar a roupa da cintura para baixo e minutos depois, lá lhe apareci á frente, enrolada num mini lençol. Constrangidissma, claro! Quando me deitei naquela cadeira, naquela posição vunerável só desejei que aquela consulta passasse o mais rápido possível, mas ele não tinha pressas. Então, claro que não! Não era ele que estava deitado de pernas abertas e todo ao leu em frente a um desconhecido...pressas para quê? Começa então as perguntinhas da praxe: idade? ( a suficiente para ja ter ganho juízo!), toma a pílula? ( sim...quer dizer...ás x esqueço me), vida sexual activa? ( hum...e agora o que lhe respondo?activa para ele será o quê? activa do tipo suor, sangue e lágrimas na cama ou....activa...do tipo namorado ou marido certinhos, em dias alternados?), qual foi a ultima vez que foi a um ginecologista ( ahh...ha uns anos...quer dizer..há mesmo muitos anos!). OK.acaba com o interrogatório e começa a preparar a sessao de tortura. Para me distanciar daquele cenário começei a pensar nos nomes dos personagens da novela que ando a ver.

-"Ora bem... é o....e a .... que têm um filho que se chama....(ouve se os plásticos a abrir. Descontrai te, loira!) e depois há também a mãe dela que é a....( já está...prontos, oks, raspa lá as célulazinhas todas que tens a raspar do meu útero e mosca te!) e ainda há o..."

 

E de repente, no meio desse cenário telenovelesco, só oiço uma voz a dizer me:

 

-" A menina descontrai se... estava nervosa, não estava?mas como viu não custou muito, pois não?"

 

Não, querido sr doutor simpático e que já viu muitas vaginas...eu não estava nervosa...aliás, nem sequer senti o maldito speck, que mais pareçe uma calçadeira de sapatos, a violar me. Alías, mais descontraída que isto era impossível, só mesmo se estivesse de rabo para o ar, pronta para fazer uma colonoscopia. 

 A consulta acabou com uma sessão de apalpanço ás mamas, para detectar possiveis caroços e coisas que tal. Tudo isso são procedimentos normais numa consulta deste tipo, eu sei, mas lá está...é embaraçante. Se visse que o ginecologista era um gajo novo, tinha me pisgado. Alguma vez? Então começamos pelo fim, é? Primeiro vês me nua e apalpas me e depois é que em convidas para um café? Ná ná ni ná ná...comigo é cá tudo como manda a lei e os bons costumes! Para alguns homens terem uma vaga ideia do que é para uma mulher ir ao ginecologista, em termos comparativos, é basicamente o mesmo que eles irem ao médico e terem que fazer o toque rectal para exame á prostata. É bom não é? Fresquinho.....Aaaaahhhhh!

 

E fiquei me por aí, no meu chek up de saúde. Ir ao oftamologista ainda não fui ( lá devo achar que ando a enxergar muito bem e que quando não vejo bem as letras da televisao o problema é da resolução do ecrã e não dos meus olhinhos), ao urologista também não  e ando a  ver se tenho tempo para pedir umas analises lá no centro de saúde. É sempre assim: em casa de ferreiros, o espeto é sempre de pau!  Pelo que, chegei ontem á conclusão, que promessas de Ano Novo cumpridas assim mesmo á seria só foram duas e uma foi apenas cumprida a meia haste. Mas não faz mal...ainda tenho mais meio ano para as cumprir.Ehehehe...

 

Vou me dedicar ás artes na cozinha, que já passa da hora de ter jantado.

tags:
publicado por Carlita às 20:05

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

13
14

18
20
22
24

26
27
28
29
30
31


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro