...da forma mais inesperada...

Terça-feira, 14 de Agosto de 2007

Era uma quente noite de sábado. Produzi me toda: top, calçanito da moda, tacão alto,maquilhagem um pouco mais sofistacada e ligei á amiga, aquela que acompanha sempre quando é para a desbunda. Apetecia imenso descontrair numa esplanada a beber uma imperial fresquinha e dar dois dedos de conversa. Metemo nos no carro ás 22h15m da noite,pusemos o CD com a música da berra, para nos irmos preparando psicologicamente para a noitada e lá vamos nós. Recordo: eram 22h15m!  Erro  nº 1: esqueço me de levar calçado adequado á condução, ou seja, estava a conduzir em cima de dois andaimes.

 

Chegamos ao localzinho do costume ás 22h20. Missão "quase" impossivel: procurar estacionamento. Primeira opcção: o parque dos "carrinhos de choque". Eu chamo lhe "parque dos carrinhos de choque" porque conduzir ali é uma verdadeira aventura. É a lei da selva!  Estou a tentar "furar" entre dois carros mal estacionados e quando menos espero, já tenho um Jipe a vir de frente, com os máximos ligados,olho para o lado esquerdo e já tenho um marmelo colado a mim a fazer me cortes de luzes...E agora?! Não conduzo o Kit!!! Mas que m...querem que faça agora?!!!! Que levante o chassi do carro e passe por cima? Vamos lá então de marcha atrás, por caminhos tortuosos e seja o que Deus quiser. Não me responsabilizo... ainda por cima está escuro, não enxergo nada. Isto está lindo está!! Depois de quatro voltas bem dadas a procurar um lugar, a tentar desviar me dos inergumenos que estacionaram em 3º fila, depois de ter ficado quase "presa" na terra com o carro, olho para a minha amiga, que nesta altura já ia calada como um rato e chegamos ambas á conclusão que nao tinhamos lugar para o carro ali. Era mau sinal,MESMO! A minha perninha esquerda, a do pézinho que carrega na embraiagem, começa me a tremer. Upssss! Lá se vai o carro abaixo...uma, duas, três vezes seguidas. Ok...e agora como saio eu daqui? Para me descomprimir, páro o carro em plena via de acesso e de passagem, abro o vidros e fumo um cigarrito. Que não se lembrem que quererem circular por aqui agora, otários ou ainda tenho que ir chamar o reboque para me virem buscar.

 

Segunda opcção de estacionamento: o 2º parque, que fica um pouco mais longe que o habitual, mas que com sorte, poderá ter algum lugar vago.Esqueci me de referir que sorte, nesse dia era uma daquelas coisinhas que eu não tinha. Uma volta. Nada! Duas voltas. Nada! Três voltas e a minha paciência começa a esgotar se, ainda por cima com milhares de pessoas a atravessarem se me á frente do carro...ai criaturas!!! se vos passasse pela cabeçinha como eu estou neste momento, fariam tudo menos querer passar mesmo rés-vés campo de ourique, a roçar o pára choques do meu carro. Estou quase, quase, quase a cometer um assasinio...E olhem que já tenho as duas perninhas bambas e estou a carregar nos pedais com dois paus com cerca de 10 cm cada um. Por isso, cuidado....Espera...está  ali um a sair. Boa...acelero para lá e faço uma chiadeira brutal com os pneus. Oba! oba! Finalmente! O burro de merda tem as luzes da marcha atrás ligadas há 5 minutos mas não sai do sítio! Hum? Ah, pois, se calhar não tem espaço para fazer a manobra para sair. Recuo. Atrás de mim estende se um filinha de morte, interminavel. Faço os recuar a todos. E o palhaço do Citroen, continua com as luzes de marcha atrás ligadas, vermelhinhas de todo e NÃO SAI DA PÔRRA DO LUGAR!! Mas que é isto? Estás me a gozar não? Espero cerca de 5 minutos, tempo mais que se suficiente para o marmelo se por na alheta com a famelga mas o parvo continua ali, sem se mexer.... Aiiiii os "nérbios"!!! Arranco a todo o vapor, negra como o carvão, os meus pensamentos naquele momento extinguiram se e deram lugar a todo o tipo de ordinarices, com nuvens negras, raios de tempestade, caveiras, cena digna da melhor banda desenhada. Tenho a infeliz ideia de olhar pelo espelho retrovisor e já outro palhaçito me tinha ocupado o lugar. Ai ele é isso?! Somos todos tão amigos que guardamos os lugares no parque de estacionamento uns para os outros? Então e se agora chamasse a polícia para te vir multar? Afinal estás no lugar dos deficientes e que eu tenha visto amigo, deficiente mesmo deves ser é no cérebro, complemente aleijado dos neurónios. Melhor:e se eu voltasse para trás e te fizesse um risquinho com todo o amor e cuidado nessa pintura cinzenta metalizada que tens? Ficarias feliz?! Acho que sim.

 

Terceira tentativa: meter me nas ruelas cheias de gente, levar alguem na frente, de preferencia os parvos que passeiam descontraidamente com a familia todos de mãos dadas (porque esses dão pontos), com o jantar na barriga e o cafezinho tomado, de calçanito de praia e chinelo de enfiar ao dedo. Hummmmmm......para além de me tremerem as pernocas, agora também me engano a meter as mudanças. Aiii não, uma subida agora neste momento não!!!! O que é o ponto de embraiagem? Arranco com o travão de mão accionado ou faço uma aceleração brutal e queimo kilos de pneu em menos de segundos? Ai quem me dera voltar para casa... Sim,mas agora nem consigo ligar o carro para o por a andar... Já sinto o peso do mundo inteiro nos meus ombros, a minha amiga ao meu lado assobia uma musiquinha muito relaxante e entra comigo no jogo de chamar nomes a toda a gente que se atravessa á frente do carro. Se der aquela curva, com certeza tenho uma carrinha branca á  minha espera, com uns senhores muito simpáticos a estenderem me uma batinha branca, ultima moda, que prende com umas fivelas atrás. Mas nem nessas ruelas há uma porcaria de um lugar. Está tudo cheio e atafulhado, com carros parados em cima dos passeios, em 2º fila, parados de um lado e do outro da estrada.

 

Perdida por cem? Perdida por mil? É para a loucura e siga para bingo! Vamos lá entao para a zona "j" cá do sítio. Que me apareça agora algum mânfio armado em parvo, que  com a neura que ja tenho em cima, era bem capaz de descer dos andaimes e espetar lhe um saltinho nas vistas. Também aqui não há lugar??!!! TURISTAS DE UM LADRÃO!!!!! Com uma ameaça de bomba, será que iam embora? Não me pareçe. Se é para morrer, ao menos que morramos no paraíso... Bestas! Inergumenos! Olha, vou me atolar na terra. Quero que se lixe.Ha ali um lugarzinho no meio do desterro, areia ate aos tornozelos, mas ficamos já por aqui.Quando voltarmos logo penso como sairei. Estamos quase a um kilometro de distancia e até chegarmos ao barzinho habitual teremos que nadar contra a multidão de palhaços e otários com o sorriso estupido do "estou de férias, que bom!", mas ao menos tenho o carro estacionado.No cú de Judas, mas está estacionado.

 

Finalmente chegamos ao bar. É 00h00! Um uísque duplo, por favor e sem gelo, que preciso de me anestesiar!!!

 

É tão bom estar no algarve!!!

sinto-me: nao sinto...
publicado por Carlita às 13:07

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
16
17

19
20
21
22
23
24
25

26
27
29
30
31


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro