...da forma mais inesperada...

Terça-feira, 26 de Maio de 2009

O que é que acontece a uma gaja quando passa meses sem por os "penantes" numa balança e de um momento para o outro ( quiçá por inspiração divina) resolve pesar se, só porque sim, só porque apetece, só porque "ora vamos cá ver quantos kilinhos é que este rico corpinho alberga"?

 

Passa-se dos cornos! Literalmente! E não completamente convencida, vai testar as outras balanças, julgando tratar se de um erro de calibragem do último "pesómetro". Erro? Erro foi ter andado 3 ou 4 meses a comer porcarias: a devorar Pringles a torto e a direito, a comer pasteis de nata manhã sim, manhã não ( porque afinal sou funcionária pública e o pastelinho de nata a acompanhar o café ao meio da manhã é quase um atributo do bom funcionario público que se preze), a mamar taças de gelado no inverno enquanto assistia a filmes na tv, a não levantar as nádegas do sofá para fazer um pouco de exercicio.Juntem a tudo isto, um  namorado ( que convem alimentar, pois claro, e nós alimentamo nos também para lá do que estamos habituadas) e chegamos assim ao fantástico resultado de mais 3 kg em cima no lombo. Daqui ja se faziam uns belos bifinhos, faziam sim senhor.

 

De modos que dada a conjuntura do momento actual ( nada favoravel ao uso de roupa mais apertada e coisinhas do género) resolvi meter mãos á obra,deixar a gula encostada a um canto e fazer assim uma dieta levezinha. Mas oh desgraça! Oh calamidade! que cada vez que me sinto com uma vontade ferrea para começar a bendita dieta, hei de ter sempre um qualquer convite para a pestiscada. E petisco que é petisco, envolve sempre pão. E molhos. E cerveja. E coisas que sabem bem mas que fazem mal. E sinceramente, a minha vontade de eliminar estes malfadados kilos é bastante grande mas a boca saliva me só de me imaginar a molhar um naco de pão fresco e estaladiço no belo molho das conquilhas. E a bjequinha depois, a refrescar... aaaaaaahhhhh!

 

Resolvi então que vou portar me bem durante a semana e dar me ao luxo de fazer petiscos aos fins de semana. Prontos, pode não ser muito correcto, mas ao menos tenho a consciencia tranquila. Ao menos sei que me esforço durante 5 dias.

 

E hoje esforçei tanto, tanto, tanto que depois de um lanche frugal de apenas um iogurte natural misturado com uns pedaçinhos de morangos( tão bom!!! que saudades de trincar a bela da tosta mista a pingar manteiga), depois de uma longa caminhada pela praia, galgando a areia macia e dourada que me fazia doer os gluteos,satisfeita da vida a pensar que tinha eliminado umas quantas calorias, na volta, ao passar pela padaria ao vir para casa,deu me o cheiro dos malditos croissants fofinhos, estaladiços e quentinhos acabados de sair do forno... voltei para trás e comprei DOIS!

 

Só tenho uma palavra a dizer: BESTA!

publicado por Carlita às 21:41

Segunda-feira, 25 de Maio de 2009

Quando se sai do trabalho, numa tarde de segunda feira e não se tem mais que fazer o que é que acontece?!!!!

 

Passeia se!

 

Deixa vos com a música que se enquadrou na perfeição neste meu final de tarde.

Vale a pena ouvir.

 

 

(Sem dúvida, para mim, a melhor versão da música do Ottis Redding... interpretada pela voz inconfundivel do Eddie Vedder.)

sinto-me: toda musical
publicado por Carlita às 19:40

Segunda-feira, 18 de Maio de 2009

Mais ou menos daqui a um mês, vou ser avó... e a Nokas vai ser tia.

 

A barriguinha da Nelly está a crescer. Gostava de saber quantos filhotes ela tem. Rezo para que não sejam muitos. Não é por mal, Até gosto muito de gatos, sobretudo quando são bébes, mas isto apesar de parecer, não é assim propriamente o Zoo. Rezo também para que ela não se lembre de ir parir num canto obscuro e inacessivel aqui de casa e que não seja durante a noite. Espero que tenha para aí dois ou três gatinhos no máximo e faço figas para que não sejam assim uns animais extremamente encantadores ou não vou conseguir separar me deles quando for altura de fazer o desmame e os dar.

 

Nesta fase do campeonato, o bicho só quer é ronha e descanso. Não come muito e não anda muito dada a brincadeiras felinas com a amiga Nokas. A amiga Nokas  leva com cada unhada na tromba que até de dana. Tadinha!!! Está neste momento sentada ao meu lado no sofá, a olhar muito seria para mim e atenta ao deslocar do cursor no ecrã do pc. Qualquer dia também já vem á net, já não digo nada. Esta manhã levou com uma pilula pela goela abaixo a ver se lhe passa o cio antes que resolva ter ideias infelizes e também desatar para aí a parir como a outra.

 

Pronto. Era só para dar a novidade e para por o relógio em contagem decrescente para o parto.

 

 

(Olhás aqui!)

 

Quando for avó... mostro os netos...

publicado por Carlita às 22:50

Com tanta modernice, como pode o mundo não andar realmente de pernas para o ar?

 

Começou com os telemoveis, depois com a internet e a cada dia que passa parece que inventam sempre mais uma merdice qualquer mais sofisticada para aparentementa nos "facilitar" a vida. Graças a Deus, ainda pertenco á geração que não cresceu com o telemovel nas mãos. Ainda pertenco aquela geração em que tinhamos realmente que ligar aos amigos do telefone fixo de casa para combinarmos qualquer coisa e não apenas enviar uma sms,em meias palavras, num portugues duvidoso.Os telemoveis, quando começaram a ser mais comercializados, eram apenas um luxo e não uma necessidade. Idem idem aspas aspas para a internet. Ainda me lembro de falar no # MIRC, quando o messenger ainda não existia ou não estava tão banalizado e isto, já eu andava na faculdade.

 

Quando olho para a minha infância, fico muito feliz por ver que não perdi o meu tempo em frente a um ecrã de computador, a falar com amigos virtuais ou a jogar jogos violentos. Fico feliz porque brinquei na rua, porque andei de bicicleta e caí e esfolei os joelhos muitas vezes e a minha mãe não ia correr comigo para o posto de saúde mais proximo. Fiz amigos ( que ainda hoje mantenho), descobri coisas e inventei brincadeiras para passar o tempo.

 

Como podemos aspirar a uma vida com um minimo de privacidade se as novas tecnologias cada vez mais transformam a vida individual de cada numa montra? Começo pelo Hi5. Não tenho nada contra até porque tenho conta lá. Depois de ter sido usuária durante uns tempos, resolvi acabar com aquilo uns anos e voltei a inscrever me no ano passado. Fiquei terrivelmente surpreendida com os avanços que aquilo tinha levado. Devo ter parado no tempo... Na altura em que me inscrevi pela primeira vez, só podiamos ir ver os amigos dos nossos amigos e enviar friend request ou mensagens. Ninguém ficava a saber, era minimamente confidencial. Qual não foi o meu espanto quando vi que agora toda a gente pode saber tudo sobre toda a gente: quem envia mensagens a quem, quem faz convites, quem os aceita,quem coloca novas fotos, quem são as pessoas nas fotos... Uma cusquice total e completa!!! Se há tempos atrás já era convidativo ao sarilho, agora então nem se fala.

 

Recebi há tempos um email ( totalmente absurdo e que eu mal o li apagei ) para acedermos a uma site onde podemos ver as conversas dos nossos amigos no messenger!!! Aos pontos que isto chegou! Mas qual será a utilidade? Não tenho dúvidas que haverá muitas pessoas a usarem este serviço, mas volto a frisar, com que finalidade? Passarem o tempo? Apanharem os outros em mentiras ou contradições? E sinceramente, haverá alguem que admita que faz isso? Já estou a imaginar uma discussão entre namorados. Diz ela ( sim, porque supostamente seria ela quem andaria cuscar as conversas do seu mais que tudo na internet):

-" Onde estiveste ontem á noite?"

- " Estive em casa a ver tv e estive um bocado na net, a ver os mails"

-" Hum... tá bem... e quem essa tal fulana com quem falaste no outro dia e que disseste que era boa todos os dias e que tinham que marcar um cafézinho para se conhecerem melhor?"- responde a gaja, já deitando estrelinhas e fogo de artificio pelos olhos.

-"Estás te a passar ou que? Não sei de quem estás a falar!"

- " Ah é que tenho um programa e dá para ver  com quem tu costumas falar na net e tal....

 

E prontos... está armada a barraca!  Quer se dizer... sinceramente, alguém faz isto? Podem bem ir cuscar, depois ficarem fulos da vida, fazerem dramas sem necessidade nenhuma  mas ninguém vai admitir abertamente que anda a espiolhar a intimidade do outro.

 

E o cúmulo da cusquice chegou me hoje via telemovel. Um novo serviço de uma  determinada operadora que permite saber a LOCALIZAÇÃO EXACTA  dos números de telemoveis da nossa lista de contactos. O que é de facto uma coisa formidavel se formos donos de uma empresa e querermos saber o que andam a fazer os nossos empregados com os  telemoveis  da serviço que supostamente nós pagamos, mas tirando isso, não vejo qualquer utilidade na coisa a não ser arranjar mais conflitos. E birras. E amuos. E estalos na cara.

-" Aahhh... com que então  estavas em Lisboa, hã? Então e o que estavas tu hoje a fazer em Coimbra ás 15h?"

 

Epah, não me lixem!!! Depois dizem que há muitos divórcios, que há cada vez mais pessoas nas consultas de psicanalise e depressões e doenças psicosomáticas. Pudera!!! Gera se um falta de confiança brutal.

 

É o que eu continuo a dizer: bons tempos aqueles em que não havia telemoveis, não havia sms, não havia internet. Não haviam dores de cabeça. dores de corno, azucrinações. As coisas eram muito mais simples: as pessoas vinham do trabalho no campo ao por do sol, tomavam o seu banhinho ( ah, esqueçam que naquela altura o hábito do banho não devia estar assim ainda muito enraizado. Pronto, lavasquinhavam se com pouca de água numa bacia), jantavam á luz da candeia, conversavem sobre o dia ( não se distraiam a ver tv) e iam para a cama fazer meninos depois. Nem despertador havia, mas eles também não precisavam porque supostamente dormiam  horas mais que suficientes e acordavam de certeza, todos frescos e fofos aos primeiros raios de sol.

 

As tecnologias sem sombra de dúvida que nos faciltam imenso a vida, mas pareçe que cada vez nos tornamos menos autonomos e anónimos. Anda meio mundo a vasculhar a vida do outro meio mundo.

 

Ser detective privado já quase é uma profissão do passado.

 

 

 

 

sinto-me: Dêmode
publicado por Carlita às 20:52

Sexta-feira, 08 de Maio de 2009

Eu cá gosto muito do mês de Maio.

 

O mês das flores, o mês das mães. A Primavera está no auge e os passarinhos cantam. Não foi por isso á toa, que escolhi nascer neste mês.. Há lá altura melhor no ano para nascer?  Apesar de ter dado um falso alarme de parto á minha querida mãezinha e de a ter "obrigado" a estar quase um mês de seca no hospital á espera aqui da "je", lá pensei e ponderei bem a questão ( enquanto me espreguiçava  no ventre aconchegante macio da minha mamy) e decidi que se era para vir ao mundo, então ao menos que fosse num mês bonito e num dia em grande.Era para ter nascido no 25 de Abril mas não me soava bem, já havia demasiados festejos para as pessoas reparem em mim, pelo que ...prontos... bem vistas as coisas, o dia 1 de Maio foi o dia escolhido para nascer. Feriado internacional, não é para todos!

 

Acho que ficava extremamente triste se nascesse na altura do Natal. Um puto deve ficar ligeiramente traumatizado, por só receber presentes uma vez no ano: " vá, toma lá... esta é melhorzinha mas é a prenda de anos e de Natal...". E ter que competir com o Menino Jesus não é para todos: " És um mal agradecido! Poe os olhos no Menino Jesus, não tinha metade do que tu tens e era feliz!". Parecendo que não, afecta. Demorei algum tempo até me habituar á ideia de não ter os meninos da minha classe a cantarem me os parabens no meu dia de anos, se nascesse então no Natal, iria certamente desenvolver uma psicose qualquer.

 

Este ano comemorei as minhas 31 Primaveras de uma maneira inesquecivel!!! Morena, na minha cidade de eleição e na companhia do meu queriducho. Poderia lá ter sido melhor? Mudei de visual, revisitei a cidade que tantas alegrias e momentos bons me trouxe, namorei que me fartei e ainda dei um pézinho na Queima das Fitas ( para matar saudades dos bons velhos tempos de estudante).   Foi fantástico! Juntando tudo isso á minha semana de férias, passadas na terrinha a relaxar, não podia ter sido melhor.

 

Pareçe que é desta que a Primavera e o bom tempo vieram para ficar. Espero sinceramente que sim, porque ando cá numas ansias terriveis de me ir "esparragachar" ao sol na praia. Por outras palavras: ando mortinha para apanhar escaldões no lombo! Sim, devo pensar que me ponho logo com um fantástico look de Verão em pouco tempo... Se quiser look de Verão tenho que vergar a mola todos os dias a trabalhar para o bronze, a suar ali as estopinhas ao sol  e mesmo assim, não passo de um bronze muito suave que desaparece em Outubro.

 

Falando em bronze, devia ser totalmente proibido terem lampadas fluorescentes nas cabines de provas das lojas que vendem fatos de banho. Uma gaja sai de lá completamente desmoralizada quando vai experimentar um biquini fantastico e se depara com aquela luz obscena a incidir e a dar (ainda mais ) relevo ás nossas gordurinhas... Há lá moral que resista?! Quem tem vontade de comprar um fato de banho nessas condições? Ponham uma iluminação suave e nada cá de posters de mulheres super-hiper-mega bem feita em fato de banho, ainda por cima retocadas com o photoshop espalhados pela loja... Ponham as mulheres  do anuncio da Dove: mulheres normais, com pneuzinhos na cintura, um bocado de celulite, com algumas estrias, de peito 32 ao 40. Com ancas rectas, em forma de pessego, de balão ou coração. Criaturas normais para nos não nos sentirmos tão "anormais".

 

P:"Este ano queres ser uma sereia ou uma baleia?"

R: (também) quero ser uma baleia... por todas as razões apontadas no respectivo email...ahahahaha.

 

 

publicado por Carlita às 15:16

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
27
28
29
30

31


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro