...da forma mais inesperada...

Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

A maravilha de se chegar a Quarta-feira é que metade da semana já está passada. Porreiro, pah!!!

 

Melhor que isto, é ser Quarta-feira e ter feito logo de manhã uma rica lavagem ás vistas...  Um belo exemplar da espécie masculina, sentado á porta do meu gabinete, á espera de vez para ser atendido.  Aleluia, irmãos! Deus seja louvado! O aparecimento expcional de "carne nova e fresca" num local habitualmente  frequentado por população idosa é motivo suficiente para elevarmos as mãos ao céus e agradecermos tamanha benção.

 

E esta benção, (por acaso ) até era bem jeitosa! Bom nas horas... Um tipo na casa dos trinta, a começarem lhe a aparecer os primeiros cabelos brancos ( que só também por um pequeno acaso lhe dava um ar extremamente charmoso), com um par de "faróis" azuis naquele palminho de cara e com um sorriso...uiiii! com um sorriso mais branco e direito que parecia ter acabado de sair de um anúncio a uma pasta de dentes. Unico senão: um bocado "nanito" mas também ninguém é perfeito.

Dou os habituais bons dias, talvez um pouco mais sorridente que o habitual e faço o entrar.

-" Tem que despir da cintura para cima, ok"?

Normalmente nem me dou a tantos trabalhos... Com este frio se mandasse os velhinhos todos que vão lá despirem se, havia de ser tarde que me despachasse. Mas esta "aparição" era digna de ser vista como deve ser.

-" E as calças?" - pergunta me ele, meio encavacado-" Também tenho que despir?"

 

Aaaaahhhh... Aqui fui mázinha. Fui mesmo muito mázinha. Confesso que abusei um bocado do "status" profissional. Por uns momentos estive quase a dizer lhe que não valia a pena, que bastava apenas levantar  um pouco acima do tornozelo que era suficiente mas a quando a minha voz saiu, foi algo totalmente diferente:

-" Ahhh sim... as calças convem também tirar..."

 

 Boa! E prontos! Foi assim que fiz um pedaço de homem despir se todo á minha frente esta manha e ficar só em boxers... Tentei a todo o custo evitar olhar lhe para o "material"   enquanto ele estava deitado.Juro que sim. Não olhei. Prontos, vá...deitei lhe uma olhadela rápida, coisa para aí de microsegundos, que não deu para avaliar nada.

 

O exame depois? Quase em câmara lenta, que eu cá tenho o dia todo... Então,isto ainda agora é de manhã.

 

Fiquei contente. Satisfeita mesmo. Feliz.  Ao menos compensou me do resto do dia em que só tive velhinhos de ceroulas e  camisolas de interior da Thermoteb.

 

Thank you Lord, por estas manhãs que começam bem e nos dão logo uma nova perspectiva para o resto do dia. Amén.

sinto-me: Pouco católica
publicado por Carlita às 19:47

Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009

Hoje enquanto fazia a janta, estive a ouvir música. Apeteceu me ser um bocadinho pimba, prontos, e espetei com o CD do Tony a tocar... Cantei que me fartei!!! Olééé!

Só hoje reparei que o Tony tem assim um ligeiro sotaque de "Vixeu". Ou era isso, ou a culpa era da gravação. Não sei mas também não estou verdadeiramente interessada em descobrir.  E isto para dizer o quê?!! Que quando chegou a esta música (esta que eu pus aqui agora) desatei ás gargalhadas. É que me deu mesmo vontade de rir!

 

É que isto pareçe a conversa de alguém que eu cá sei... Não é por nada, até acredito plenamente que qualquer semelhança da letra desta canção com a realidade é mera coincidência. mas quase que apostava que o nosso querido Tony antes de escrever esta musica andou para aí a inspirar se nas histórias de vida de muitos homens. Metade do univcerso masculino, estão a ver?

Etão, quer se dizer, depois de ter abandonado a gaja (aposto que lhe inventou uma treta qualquer para acabar com ela) é que descobre tardiamente que AFINAL ela era a mulher da vida dele, que AFINAL era com ela que ele era feliz, que AFINAL sempre a tinha amado. Pior ainda: não a quer voltar a encontrar para não a ver com os outros homens. Pois é, a dor de corno é fodida, né? O que é que ele queria? Estava se mesmo a ver que a coisa só podia acabar assim, com o gajo a lamentar se.

É triste, pois é, mas á próxima que abra a pestana.

 

Escutem me bem isto e digam me lá se eu tenho ou não razão?

 

 

 

publicado por Carlita às 22:21

Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

Exactamente dois anos depois....eis que sobrevivi para contar a história!!!

 

Quanto tempo é muito tempo? Creio que dois anos é tempo suficiente. Demasiado até.  Se bem que eu pessoalmente acho que o conceito de tempo é muito relativo e ambíguo: ás vezes nem damos por ele passar e outras pareçe que cada minuto é uma eternidade. Tudo depende, é claro, do local, da actividade, da companhia e das expectativas que criamos em torno de determinada situação. É a teoria da relatividade, sem tirar nem por aplicada ao conceito "tempo". Razão tinha o Einstein.

 

Pareçe me que hoje vai estar uma bela noite de Inverno, Uma rica noite para lareira, vinho e gajo depois. Ou tudo junto...whatever...a modernice é tanta!  Mas não há lareira, "gaijo" muito menos e vinho...bem, vinho há, mas não pode ser  muito porque o fim de semana foi assim um pouco ou nada agreste (Uiiiii!) e tem que se dar tempo ao organismo para se recompor. Afinal, os 30 já começam fazer alguma mossa! Quer se dizer, não sou já assim propriamente uma "teenager" com metabolismo a funcionar a100 á hora. Os dias a seguir a uma noitada costumam ser mais ruins que a dor, uma espécie de filme do Kosturica ( a intenção está lá. mas ninguém atina com a mensagem!lol). Lá está: noites alegres, manhãs tristes!

 

Se bem que hoje tenho vontade de comemorar o dia em que voltei a ficar novamente e efectivamente solteira. Não é todos os dias que nos apercebemos que uma grande dor também se pode transformar em algo de muito bom!

Hummmm... talvez vá mesmo molhar os lábios ali num copo de Martini.

 

Deixo vos uma música que tem sido quase a banda sonora destes meus últimos dois anos...eheheh!!!

 

 

 

 

Cantai, cantai!!!

 

 

 

" At first time I was affraid I was petrified

Keeping thinking I could never live without you by my side

But then I spend too many nigths thinking how you did me wrong

And I grew strong I learned how to get along

And now you back from outer space

I just walk in to find you here with th sad look upon your face

I should have change that spupid lock

I should make you leave your keys

If I´ve know for just one second you´d back for bother me

 

Go on now, go walk out the door

Just turn around now  cause you´re not welcome anymore

Weren´t you the one who tried to hurt me with goodbye

Did I crumble

Did you think I´d lay down and die?

Oh no, I will survive

Oh as long as I know how to love I know I´ll stay alive

I´ve gor all my live to live

I´ve got all my love to give

I will survive...hey! hey!

 

It took all the strengh I had not to fall apart

Kept trying hard to mend the pieces of my broken heart

And I spent so many nigths just feeling sorry for myself

I used to cry but now I hold my head tigth

And you see me, somebody new

Im not the chainned litlle girl who´s still in love with you

And you feel like dropping in

And just expect me to be free

Now Im saving all my love for someone who´s loving me

 

Go on now, go walk out the door

Just turn around now  cause you´re not welcome anymore

Weren´t you the one who tried to hurt me with goodbye

Did I crumble

Did you think I´d lay down and die?

Oh no, I will survive

Oh as long as I know how to love I know I´ll stay alive

I´ve gor all my live to live

I´ve got all my love to give

I will survive...hey! hey! "

 

 

 

 

publicado por Carlita às 18:35

Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009

Está de chuva nos algarves... Chuva e frio!

 

Para rematar o dia de hoje em beleza (ja foi pouco agitado, sim!Chuva e lama e estradas cortadas e a cidade a parecer uma amostra de Veneza e velhinhos ensopados a molharem me o resguardo do marquesa) resolvi arrumar os meus CDs onde tenho gravadas algumas fotografias e videos caseiros (calma! videos caseiros, isto é.... feitos em jantaradas com o pessoal. E que belas asneiras eu digo em alguns...se fossem apanhados por alguma mente mais maliciosa, bem que me podiam extorquir dinheiro com aquilo. Por alguma razão foram do desconhecimento de todos os meus namorados! É que sinceramente, não convinha mesmo nada que eles me vissem a fazer aquelas figurinhas e a dizer tamanhas bacoradas! ). Passa CD, arruma CD, catologa-se CD e com o que é me deparei? Com um  verdadeiro fóssil-vivo!!! Uau! Que raios é isto?Um CD que já remonta para aí aos tempos da préhistoria( talvez para aí ao Paleolitico inferior, mais coisa menos coisa) onde está gravado a coisa mais pirosa e lamechas que poderia algum dia ter feito nos dias da minha vida: um resumo da minha ex história de amor, com direito a fotografias e a acompanhar, Damien Rice com o seu "Cannonball"!  M-E-D-O!

 

Ai céus, onde é que eu estava com a cabeça? (não, sua mentezinhas preversas, não estava com a cabeça no tabelier de um carro, se é isso que estão a pensar! Mas se calhar se estivesse fazia melhor serviço!). Devia estar possuída, só pode! Sai de mim, coisa ruim! Aquilo foi ali uma correntezinha de ar que apanhei ao sair do banho e afectou me os néurónios!

 

O que só me leva a concluir o seguinte: quando nos apaixonamos, estufidicamo nos de uma forma inaguavel!

 

Loucuras por amor? Bem podem crer! Deviam ter me internado enquanto era tempo...

sinto-me: ligeiramente embaraçada
publicado por Carlita às 21:36

Sábado, 03 de Janeiro de 2009

Benvindos a 2009!

Entramos em mais um ano e apesar dos vatícinios assustadores do governo, todos torcemos por um ano melhor.

Eu pelo menos, assim espero.

Este ano entrei em 2009 com a pica toda, longe daqui e com um ligeiro sotaque do norte, carago!Rumei á Invicta e por lá fiquei. Vivam os homens do norte simpáticos, solteiros, descomprometidos (resmas deles!paletes!) com um sorriso fantástico e conversa fabulosa. Estive quase a noite inteira a beber e a fumar á pala de um tipo de quem já não me lembro o nome (lindo, loira! Viva champanhe misturado com as bjecas e tudi e tudi e tudi!) mas que simpatizou muito comigo e se fartou de dançar ao meu lado. Ai tu queres dança?! Então olha, "vai mas é ali buscar me uma imperialzinha que já estou a ficar com as securas e antes de ires, deixa me lá um cigarrinho para fumar, lindo..." e já agora dá mas é corda aos sapatinhos e não te demores. Então, não é todos os dias que se tem o privilégio de se estar ao pé das princesas...há que dar ao litro, pois!

Brincadeiras á parte, diverti me bastante.

 

Este ano não cai na asneira de elaborar a habitual lista de coisas-que-gostava-muito-de-fazer-neste-ano-mas-que-nunca-consigo cumprir. Limito me a aceitar o que vier. O bom e o mau.Se tiver que viver coisas boas que seja porque as mereço e se tiver que passar por maus momentos que estes contribuam para eu crescer e aprender e me tornar uma pessoa melhor.

Tenciono apenas não cometer os mesmos erros; ser sincera e leal com quem é sincero e leal comigo; não magoar ninguém; não maltratar ninguém, ser mais paciente e menos impulsiva e sim...porque não? ter um pouco mais de confiança nos outros. Acreditar que nem toda a gente que se aproxima de mim o faz apenas com segundas intençõs, conhecer os outros melhor para que eu me de também um pouco a conhecer. Aprender (novamente) a partilhar pensamentos e emoções(coisa que deixei de fazer ha algum tempo). E pode ser que assim o ano seja fabuloso.

Deixo de lado os Reis de Copas (valetes e jokers incluidos) porque não me quero preocupar com isso. Bem basta ter ido passar o Natal á terra e ter sido constantemente bombardeada pela mesma perguntinha impertinente e comichosa:" então namorado? Nada?". No meu maior ar de sonsa: "hum...ahhh pois...namorado....ahhh namorado não há não,mas está se bem assim!"  E como se não bastasse, rematavam a questão dando a machada final: "deixa lá, ainda vais a tempo...". Mas a tempo DO QUÊ? De aturar cenas machistas? De chegar a casa do trabalho e esfalfar me a trabalhar na cozinha enquanto o badameco trabalha os musculos dos dedos fazendo zapping com o comando da tv? Ohh sim!!! Para isso ainda vou perfeitamente a tempo... é que é já a seguir!

A minha mãe para além das perguntas habituais da praxe sobre quando irá ter um genro (pensará ela que sou fufa? já não digo nada!) no outro dia, assim meio oa d eleve insinuou que haveria de ser velha e não ia ver netos. Aiii cruzes! Fiquei logo com os cabelos em pé!  Uma gaja sente se pressionada... Genro e netos é coisinha para levar o seu tempo. Mesmo assim, cada uma de sua vez e  com tanta modernice, já não acredito que seja exactamente por esta ordem.

Não me preocupo com os reis de Copas porque sei (e sei mesmo!) que é este ano que ele vai aparecer. Já que as profecias se cumpriram religiosamente até aqui, mal vai se não acontecer o mesmo daqui para a frente. Lá irá aparecer o marmanjo mais velho que eu (agrada me), com mais dinheiro que eu (não me agrada), que irá assentar arraiais na minha vida até por volta dos meus 40 anos ( não me agrada mesmo NADA! Buuuhhh! que medo! Até me dão uns arrepios na espinha pensar em ficar com uma pessoa durante quase 10 anos!) e que irá pagar as favas por tudo o que me correu mal amorosamente até aqui (sinto um bocadinho de pena mas agrada me muito!).

-" Este homem ainda vai ter que penar um bocado, porque vai pagar por todas as mágoas que lhe causaram mas lembre se que ele não tem culpa disso. Mas não se preocupe que ele vais gostar de si o suficiente para superar todos os obstáculos que lhe puser e vai surpreende la de uma forma muito positiva..."

Então...AMÉM! É de homens assim que se precisa. Por isso revela te lá jovem...e surprende me!

Para trás ficam os fantasmas, os sentimentos e mágoas do passado. Definitivamente: MUDASTI! MUDASTI! MUDASTI!

Seja bem vindo um novo ano cheio de surpresas.

 

 

publicado por Carlita às 19:45

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
20
21
23
24

25
26
27
29
30
31


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro