...da forma mais inesperada...

Sexta-feira, 29 de Agosto de 2008

 

Quando pensamos não ter forças para aceitar um desafio...então o melhor é refugiarmo-nos até nos sentirmos preparados.

 

Quando  sentimos que estamos prestes a perder uma batalha... então o melhor era nem nos termos metido nessa luta.

 

Quando não temos coragem para enfrentar os nossos demónios... então o melhor é FUGIR deles!!

 

Hoje estou assim, toda "sem tomates".  Nem pareço eu.

 

Por isso...

 

                   "She´s running out again

                    She´s running out

                    She´s run run run run...."

 

Que me desculpem, mas tenho os meu motivos para o fazer.

 

 

 

sinto-me: Uma "creep"
publicado por Carlita às 15:29

Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

....hoje acordei a trautear aquela música das touradas. Sabem? Aquela... a mais famosa... ta-ta-ta-ra-raaaaa!! Essa mesmo. Até andei assim uns minutinhos a tourear as minhas gatuchas com o pano da cozinha. Olêêêêê!!!

 

Isto não é saudável. Eu sei. Não digam nada.

 

Pior, pior, pior foi ontem  ter saído á noite de casa para beber café com os óculos de sol postos. Por azar, os meu vizinhos da frente também estavam de saída. Raios de sorte! Reparei ( apesar de eu achar que estava um bocadinho mais escuro que o habitual) que olharam de uma forma estranha quando responderam ao meu "boa noite", enquanto eu metia as chaves dentro da minha malinha Sport Billy*.  Minutos depois é que me apercebi da linda figura de atrasada mental que estava a fazer. Foi triste sim, confesso, mas podia ter sido pior se eu tivesse chegado á rua naqueles preparos. Nem tudo é mau... 

 

 

* Malinha Sport Billy -  Mala de mão, vulgarmente designada  de carteira onde existe quase tudo  e mais um par de botas (que no meu caso é mais um par de havaianas para calçar quando o sapatinho fashion começa a querer dar sinais de vida nos meus pés), desde baton para o cieiro, gloss e lápis dos olhos, passando por agenda, carteira de documentos, carteira de trocos, tabaco, isqueiro (ás vezes. Quando não existe é substituido pela caixa de fosforos Quinas XXL da cozinha), lenços de papel, telemóvel, carregador de telemóvel, óculos de sol, chaves de casa, chaves do carro e durante a semana chaves do serviço, frequentemente um  pacote de bolachas, papeis do MB, cupões de desconto do MiniPreço e no outro dia descobri que até por lá habitava uma chave de fendas pequenina.

 

 

Voltei a entrar em contagem regressiva para as minhas (outras) férias. Pode ser que agora aconteça um Verão só para mim, com muito calor e águas mornas.

Mas o que queria mesmo era que o mês de Agosto acabasse bem depressinha....bem depressinha para poder respirar de alívio.

 

É que já tenho saudades do cheiro do Outono.

 

 

 

tags:
publicado por Carlita às 15:06

Quarta-feira, 27 de Agosto de 2008

Hoje era um bom dia para ir dar uma volta na minha liana.

 

Sou uma mulher dividida. Entre o coração e a razão. Entre o sentimento e a consciência.

 

Porque é que o meu coração não é um oceano de águas calmas,límpidas e tranquilas, raiadas por um pôr de sol dourado num final de tarde na praia? Porque é que o meu coração é turbulento, com águas escuras e profundas e volta e meia é assolado por tsunamis e tempestades imprevistas?

 

Pior que o medo de errar, é sabermos que vamos errar. E pior que tudo isto é ainda nos passar pela ideia, durante uns escassos segundos, a vontade de cometer os mesmos erros. Isto ultrapassa a burrice. É coisa de asno, mesmo!

 

Deus fez nos imperfeitos de muitas maneiras mas nunca nos devia ter dado dois atributos tão antagónicos como o coração e a razão.

 

 

O coração e a razão nunca poderão conviver em paz.

 

 

Deve ser por isso que ando sempre em guerras comigo própria.

 

 

publicado por Carlita às 14:43

Terça-feira, 26 de Agosto de 2008

Pensava eu que o mês de Agosto estava (quase) passado sem grandes tormentas. Pensava eu que finalmente estava a respirar de alívio.Pensava eu que...

 

Porque fui eu falar? Porque abri eu a minha boquinha linda com dentes supranumerários e uns dentinhos do siso ainda oclusos para dizer tamanha barbaridade? Da próxima mantenho me calada, que é o melhor que faço.

 

Cada vez  D E T E S T O mais o mês de Agosto! Sobretudo, depois de  ter sido atropelada por um cabrão  de um puto de bicicleta que veio na minha direcção para aí a 60 ou 70 Km á hora e me levou na frente e só não caí estatelada no chão porque sou uma gaja nova, ainda com equilibrio mas fiquei com umas nódoas negras brutais nas pernas e fui eu mas poderia ter sido uma velhota, certamente que lhe teria  passado com as rodas por cima e os pais... os pais não dizeram nada. Olharam para o rebento maravilhoso e tão habilidoso (tão lindo a andar na sua bicicleta!) com cara de poucos amigose foi só. Nem a merda de um pedido de desculpa eu mereci. Vontade de....@#%$!!! A criança merecia um belo par de chapos na tromba, para deixar de ser parvo e andar em correrias desenfreadas no meio das pessoas mas os pais mereciam era  o Óscar da Má Educação e também (confesso) um murro nos meio dos olhinhos para aprenderem a dar educação aos fllhos. Quando as pessoas não se sabem comportar na civilização, não têm nada que sair do jardim zoológico.

 

Pôrra que não há meio de chover!!!!

 

 

Caso não tenham reparado, hoje disse mais asneiras que o habitual....Tou um bocadinho fula, sei lá!

 

sinto-me: boa para fritar um bife
tags: , ,
publicado por Carlita às 23:12

Segunda-feira, 25 de Agosto de 2008

Cada vez gosto menos do mês de Agosto. A sério. Por todas as razões e mais algumas. Pelas razões óbvias e menos óbvias. Graças a Deus que já está no fim.Uff! 

 

Eu bem dizia que queria passar de Julho directamente para o mês de Setembro ou Outubro. Eu bem dizia que era o melhor, mas ninguém fez caso.  Então agora, prontos, não quero queixinhas.

 

O mês de Agosto...bem..como o resumir? Muito ventoso. Brisa moderada, passando a vento  forte soprando por vezes com rajadas do quadrante norte nos últimos dias. Nada que não me supreendesse. Desde que vi um porco a andar de bicicleta, desde que as circunstâncias do destino me começam a mostrar as evidências mais que evidentes (que só apenas um ceguinho não via!) nada nesta vida tem já o condão de me deixar boquiaberta.

 

Toda a gente tem que fazer opcções na vida, não é? Podem não ser as melhores escolhas, podem demorar muito tempo a serem tomadas decisões, ms a partir do momento em que fazemos uma opcção, temos que deixar todos as outras para trás e partir no novo caminho que escolhemos. Sem medos. Sem mágoas. De cabeça erguida e confiantes no futuro. Há uma passagem no livro Maktub do Paulo Coelho que diz: ..."aquele que dá um passo no futuro e permanece agarrado ao passado,acaba dilacerado pelo próprio passado." Um bom pensamento, sem dúvida alguma. O passado ficou para trás e decidi arranca lo á muito do meu coração. Opcção nem sempre fácil mas foi assim que decidi e assim há de continuar.

 

Quem não gosta não é obrigado a gostar, apenas a aceitar e respeitar as minhas opcções, se bem que neste momento as  minas opcções não digam respeito a mais ninguém que não seja eu própria. E depois há quem se lixe, há quem se dane, há quem se surpreenda (eu sei que surpreendeu), há quem fale do que não sabe, do que não vê mas que gosta sempre de inventar ( e eu para essa gente estou me sempre borrifando, já estou como a outra que diz "não me interesa o que falam, desde que falem"), há quem se sinta ligeiramente espicaçado por as coisas terem sido assim e não de outra maneira. Meus amigos, só tenho uma coisa a dizer: tantas vezes o cântaro vai á fonte que um dia fica lá a asa. E a minha asa (salvo seja!) já ficou pelo caminho há bom tempo.

 

Mas agora (para o que me havia de dar) apetece me acabar este post com provérbios. Sei lá, deu me hoje para este lado,lá está...é do vento...

 

Provérbio nº 1: "Amarra se o burro á vontade do dono"

Provérbio nº 2: " Quem ri por último ri melhor"

Provérbio nº 3: "Quem espera, desespera."

Provérbio nº 4: "Quem tem telhados de vidro que não atire pedras."

Provérbio nº 5: "Quem foi ao ar perdeu o lugar" (adoro este!)

Provérbio nº 6: "Quando se está de trombil, esconda se a cara dentro do barril" (este não existe, fui eu que o inventei agorinha mesmo!)

 

publicado por Carlita às 17:30

Sexta-feira, 22 de Agosto de 2008

Este post é só mesmo para fazer uma pequena correcção e alteração  á frase da semana que publiquei no post anterior:

 

"O perigo espreita NÃO SÓ em cada esquina mas TAMBÉM em cada curva...."

publicado por Carlita às 14:12

Não é por nada, mas adoro cá mais as sextas feiras! Dia mai lindo!!!  Muaaaaakkkk!!!

 

Mas como nem tudo pode ser bom, esta manhã tive logo um pequeno "desaguiso" com uma utente. Ora, eu dou me ao trabalho de manter a minha sala minimamente limpa e organizada, de ter a marquesa sempre com lençois lavadinhos e perfumados.dou ao trabalho de trocar de papel (aqueles rolos de papel descartaveis, de uma só utilizaçao) entre cada exame (por uma questão de higiene) e esta manha,o primeiro exame que faço é a uma senhora toda muito bem pintada dos lábios, sim senhor, com uma cor salmão a saltar lhe dos beiços,que me questiona a dizer que o papel estava sujo, apenas porque viu lá uns pequenos pontos negros (papel reciclado???!!! sim?!!! dahhh!).

 

-"Impossível estar sujo porque mesmo agora coloquei uma papel novo sobre a marquesa"

-" Ahh e tal...tem aqui uns pontos pretos...." 

 

Passa a mãozinha rechonchuda também de unhas pintadas em tons de salmão, como quem está a sacudir a poeira e aquilo foi o suficiente para por logo o meu Tico e Teco ás voltas. Não loira...não vais dizer mais nada...ainda agora é de manhã, o dia é longo por isso poupa te! Com certeza que desconhece a existencia do papel reciclado. Acabei o exame (que nao dura quase nada, é um exame não invasivo extremamente rápido) e ela fica a olhar para mim, surpreendida, num tom de voz quase zangado:

-"Aiii já acabou?"

 

Como se a rapidez com que lhe fiz o exame fosse para ela sinónimo de que não era um exame  complementar assim digno de muita confiança. Ficou logo benzida ali. Que não me pergunte agora como está o exame... porque...apesar de eu ter conhecimentos suficentes para lho dizer e para lhe explicar, quando a simpatia de uma pessoa comigo aqui roça a arrogância, só porque tenho ar de míuda e aparento menos idade, armo me em cabra e não digo nada, só porque sim, só porque me apetece, só porque posso, só porque me chateeia imensamente que pessoas mal formadas se armem aos cucos comigo.

 

-"Isso é algo que o médico depois fala consigo..."- digo, enquanto trato da burocracia final do exame

-"Mas não me pode dizer qualquer coisinha?"

-" Fala depois com o seu médico, ok?"

 

E acabou se, fim de conversa!  Ou por ser final de semana ou ínício da manhã, não me sentia com grande paciência para provocações. Deixa- os pousar...

 

Mas, trabalho á parte vamos lá ver como corre este fim de semana. Que acontecimentos inesperados e fatídicos se escondem nas curvas e nas esquinas desta vida (ai  que agora até parecia o Shakespeare!). Já repararam como eu ultimamente só falo em curvas, contra curvas e esquinas?A conversa bate sempre na geometria... Raios partissem a coisa! 

 

A minha vida é, de facto, um caso bicudo, cheio de arestas (por limar, muitas delas), por isso tenham lá mas é cuidado com os olhinhos.

publicado por Carlita às 14:08

Quinta-feira, 21 de Agosto de 2008

Odeio. Odeio a história do subconsciente recalcado e as teorias freudianas que explicam todo e qualquer comportamento tendo como base disturbios sexuais. Essa história de estarmos muito bem a viver a nossa vidinha, da maneira como achamos mais correcta e de repente, sem motivos aparentes(?), lá vem á baila um qualquer problema mal resolvido do passado, lá vem á baila o nosso subconsciente com as suas mensagens e códigos indecifraveis, manifestando se em sonhos e depois gastamos imenso tempo e energias a  pensar na mesma coisa, quando  era algo que supostamente já era para estar enterrado nas nossas memórias e que afinal, graças ao maravilhoso poder da nossa mente, resolvemos trazer á luz do dia para escrutínio publico (again).

Digo isto porque não acreditava que pudesse ter sonhos premonitórios e agora sei que os tenho (já aconteceram demasiadas vezes para eu achar tudo apenas uma simples coincidência). Digo isto porque quando sonho mais de 3 noites seguidas com a mesma pessoa, das duas uma: ou a encontro ou tenho notícias dela. E últimamente, acreditem que andava a sonhar muito. Sonhos parvos, sem ligação aparente, coisas sem nexo, mas sempre com a mesma pessoa... até que....TCHAAAARAAAAM! Humpft!!! Olha a novidade!

 

Ok. Mudando de assunto e falando em coisas menos metafísicas e transcendentais: acho que ainda continuo um bocadinho de férias. É que últimamente pareçe que se me varre das ideias que tenho que levantar o esqueleto da cama ás 08h e tenho andado a deitar me a horas assim um bocadinho impróprias para consumo. Depois passo o dia todo a hummpft! aaaahhhhh!!! nhaaaammm! Grrrrr!!! Ksss! Ksss! Uahhhhhh! Ainda estou a meio gáz.mas também não me apetece ligar o gáz todo, visto que daqui a uma semanita(mais coisa menos coisa)  volto novamente a entrar num período de vacaciones. Quando toda a gente começa a trabalhar, estou eu de férias. O que é bom, acabou se a confusão, acabou se a guerra no supermercado por causa do pão, acabaram se as filas interminaveis para aqui e ali, acabaram se os estacionamentos em 3ª fila e em cima dos passeios  e volta tudo lentamente, ao mesmo ritmo pacato de sempre. Já tenho saudades. Verdade. Ando farta do Verão. No Verão é quando me sinto sempre mais cansada. No Inverno ando finissima, aí para as curvas todas: durmo as horas exigidas pelo meu organismo, alimento me como deve ser, consigo relaxar semanalmente num luxuriante banho de sais  e espuma, passo os domingos em casa a fazer ronha como deve ser... Agora? Parece que nem tempo tenho para me coçar.

 

Frase para esta semana: "O perigo espreita em cada esquina" (não é da minha lavra mas io autor(a) certamente não se importará com o plágio).

sinto-me: Freudiana
tags: ,
publicado por Carlita às 14:21

Terça-feira, 19 de Agosto de 2008

A coisa andava bem boa, andava... Bem me parecia óptimo demais para ser verdade. Andava a navegar em águas tão serenas que já começava a estranhar não vir aí nenhuma tempestade a caminho. Juro que sim.

 

Já vislumbro as malditas nuvens no horizonte, anunciando a borrasca. Quer me até parecer que já distingo ao longe o ribombar dos trovões e não tardará muito que fique ofuscada das vistas por um qualquer relâmpago. Nãããããooooooo!! Mil vezes não! Esfregou se a lâmpada mágica e saiu me de lá o parvo do Aladino, agora, nesta altura do campeonato. Devia era ter lhe metido uma rolha, pelo menos...olha...mantinha se onde estava.

 

Se eu fosse uma fada, agora era era invisivel...agitava a minha varinha mágica (e não era a da cozinha...ihihih) e lançava uns quantos spells por aí. Aiiii, nem imaginam as ideiazinhas mirabolantes que me estão neste momento a germinar no cérebro. Fervilho delas. Sou tããããããooo mázinha quando quero e...ainda bem que não sou fada, senão estavam f***** (perceberam o trocadilho?)!!!

 

Mas também não estou preocupada. Ahhh quero lá saber da pôrra do Aladino!!!  Olha se sentir muito mal, que se volte a enfiar na lâmpada que lhe darei bom sumiço enterrada nas areias da praia...for ever and ever...

publicado por Carlita às 14:51

Segunda-feira, 18 de Agosto de 2008

Lá se foi a semanita de férias. Nem dei por ela. Mas deu para descansar e relaxar os neurónios.

 

Logo no primeiro dia  ( devia ser do entusiasmo) abri a pestana logo ás 08h30. Boa loira! Hoje que podes dormir até tarde, é que estás  aí toda fresca que nem uma alface. Maravilhoso! Também não desaproveitei o dia: enfiei a fita do modo maníaco  da limpeza nos cabelos e meti mãos á casa. Ficou tudo a brilhar, limpo e a cheirar bem. Hummm, que agradável!!! Depois...tirando alguns planos que até tinha e que acabei por não cumprir por intransigências do destino (hum! hum! mais própriamente devidas a causas quase sobrenaturais ocorridas na Moviflor. Agora digam me lá se é assim muito normal ter sido avisada no dia anterior  em que estava programado fazerem me a entrega de uma mobíla, que o motorista tinha entao acabado de avisar que ia ao médico no dia a seguir, no da entrega, porque nao se estava a sentir bem e depois de ter sido agendada nova entrega e de  ter estado em casa á espera feita camela ligar para lá e ser informada que naquele preciso dia, vejam bem o azar,  o motorista que me vinha trazer a mobíla  tinha partido uma perna?!!!! Fogo! Vão se já mas é benzer! ) ainda fiz uns quantos dias de praia, mas ainda não foi desta que fui ao Sasha, sei lááááá!  Resumindo: foram umas miniférias muito fraquinhas e relezinhas mas em que até consegui descansar um bocadito (mais não fazia mal nenhum), em que tive poucas noitadas de copos (tsss! tsss! estou mesmo a ficar velhinha) e em que não tive encontros imediatos daqueles que me transformam no Pikachu a lançar chispas pela cauda. Mas o mês de Agosto ainda não acabou, atenção!!! e ainda me restam mais duas semana de férias agora para Setembro.(Figas! Figas! Figas!)

 

O tempo também tem estado uma merda! Quem está á espera do mês de Agosto para vir para o paraíso, com  sol e águas cálidas, bem se pode lixar!!! Este mês de Agosto tem sido mais ventoso que sei lá bem o quê e as noites bastante desagradaveis, já para não falar na temperatura da água do mar, que no outro dia parecia mesmo, mesmo, mesmo as águas geladas em que morreram os passageiros do Titanic. Até fazia doer os ossinhos das pernas se lá estivessemos muito tempo....Puxa!

 

Bom, brincadeiras á parte, esta tarde ja fumei quase meio maço de tabaco. Estou ligeiramente stressada. Odeio quando as coisas não me correm bem (e quem gosta, não é?). Mas estou triste, estou ressentida por um motivo em especial que agora não me apetece dizer. Fiz um esforço enorme para não chorar, apesar de quando lhe disse, na minha voz esganiçada de quem já está á beira das lágrimas: "não quero mais falar sobre esse assunto, ok?" (dito sempre isto quando a conversa não me agrada!)  ter posto subitamente os óculos de sol e ter franzido o nariz mais do que o habitual e  depois quando me senti mais controlada ter voltado a tirá los e naqueles breves minutos houve um silêncio e ele apercebeu-se que eu estava quase a chorar, mas já não adiantava nada, a cena do põe-óculos- tira-óculos não foi muito eficaz, fiz um esforço enorme para  depois não lhe dar um murro na tromba e não lhe atirar com a chávena do café á cabeça, que era aquilo que me apetecia ter feito e que me fazia sentir melhor,porque já estava irritada por ter perdido um pouco o controle  e ele se ter apercebido,  fiz um esforço enorme para não lhe atirar á cara que era um... e um... e além disso um..., fiz um esforço enorme para não me virar para trás a fazer gestos obscenos com o dedo médio,que era o que devia ter feito em vez do  meu habitual sacudir de braço direito, do género de quem diz "larga me!",  quando nos despedimos e me atirou com um comentário qualquer á laia de remendo e já sei que quando ler isto vai me dizer que sou sempre a mesma, que nunca lhe digo de verdade o que sinto, que guardo tudo para mim mas o que ele não sabe é que eu prefiro assim porque se lhe vou dizer sai-me tudo trocado e sai-me sempre da maneira mais parva e agressiva e assim desta forma fica na mesma a saber e escuso de fazer a triste figura de desiquilibrada mental, a berrar e atirar com tudo o que me vier parar ás mãos e Touro que é Touro de verdade, apesar de ressentido sai sempre airosamente com a cabeça erguida, sem dar o braço a torcer, apesar de ter  o coraçãozinho a sangrar por dentro.  Ok...agora que já disse o que me vai na alma acho que até já me sinto um pouco melhor. Ufff!!! Hummm...ainda não.Acho que vou até ali á janela pendurar me numa liana, dar umas voltas a berrar como o Tarzan. Quando regressar não devo ter cordas vocais, mas estarei certamente melhor das neuras. (É coisa da lua cheia).

publicado por Carlita às 20:19

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
20
23

24
30

31


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro