...da forma mais inesperada...

Segunda-feira, 14 de Julho de 2008

As segundas feiras já são dias assim um bocadinho complicados; nas segundas feiras a engrenagem do motor não desenvolve a sua máxima potencialidade; as segundas feiras já por si, custam a passar como o camandro... agora, juntem um barata numa segunda feira de manhã e aí têm o protótipo de um dia (quase) infernal para mim.

 

Vi uma barata hoje no serviço. Juro. Era castanha, gigantesca, media para aí 10 cm (exagero?! ou talvez não) e passou me assim rés-vés-campo-de Ourique junto aos meus pézinhos de princesa,quase nus, calçados apenas por uns chinelos que não tapavam  nada. M-E-DO! T-E-R-R-O-R! P-Â-N-I-C-O! E já estava a querer levantar as asinhas para voar para cima de mim... A sério! Mandei logo ali dois pares de gritos vindos do mais profundo do meu ser, saltei para cima da cadeira, desatei a suar, alcançei o solo do outro lado transpondo a secretária e fui correr pedir auxílio. Sim, pedir auxilio, porque aquilo era realmente uma emergência. Como demorava a chegar, fiquei de guarda ao bicho, de olho nela (mas longe, claro!) fazendo barulhos esquisitos quando a via movimentar se: "xxxxtttt!!!! xxxxxtttt!Quieta aí...." (que saudavel, falar para uma barata!), saltitando ora num pé, ora noutro, do género de quem se prepara para correr a maratona no caso de ela desatar a correr com aquelas patinhas todas na minha direcção. Entretanto voltou a esconder se atrás do armário, assustada com os meus berros....aaaaahhhhhhhh!!!! Despejei meia garrafa de éter para lá (se adormeçe as pessoas quando são raptadas, também endromina o sistema a uma barata, não?) Não...pois não...claro que não. Saiu logo de lá a correr. Novamente gritos. Com tanto chinfrim, lá apareceu um colega solítico a esborrachar o bicho. Ufff!!! Até que enfim!

-"As baratas não fazem mal..."- disse me ele, a rir se

-"Pois não, eu sei.... mas que queres? as gajas,pahhh...as gajas são assim..."

 

Mas não me convenceu muito com essa história. Quer dizer, racionalmente falando, eu até sei que as são inofensivas mas...são nojentas, asquerosas! Vivem nos esgotos, alimentam se sabe Deus do quê  e até está cientificamente provado no caso de haver uma bomba nuclear a nível mundial, possivelmente seriam os únicos seres vivos a sobreviver. Bierrrrggg! Mas estas criaturas são feitas do quê? Bom, podem até muito bem sobreviver a um ataque nuclear, mas não se escapam á fúria de uma vassoura nas mãos de uma gaja ensandecida( tenho a referir que no ano passado, parti uma vassoura ao meio ao  dar cabo do couro a uma barata que encontrei lá em casa). Primeiro berrei que me desunhei (reacçao típica de gaja), depois pulei em bicos dos pés , enquanto dava gritinhos estridentes e acordava a vizinhança (reacçao também tipica de gaja), só depois é que tive o bom senso de ir buscar uma vassoura e acabar lhe com a vida. Fez aquele barulho da queratinha a ser esmagda....Crrrrrggggg!!! Dá lhe com força! Morre bicho nojento!!!!  Buhhh....até fico com pele de galinha só de me lembrar. Obviamente que hoje passei o resto do dia no serviço cheia de psicoses, a olhar de esguelha para tudo quanto era quanto, ate já ouvia barulhos manhosos por detrás dos armários (seriam elas que estavam a congeminar algum ataque?) e pôr os pézinhos no chão...tá quieta abelha!!!

 

ODEIO bicharocos rastejantes, ODEIO bicharocos voadores, ODEIO tudo o que tenha mais pernas que eu e que salte e voe sem eu estar a fazer conta disso. Grilos, gafanhotos, louva a deus, escaravelhos, moscardos e toda a restante familia dos insectos artropodes revestidos a queratina...longe! Muito longe de mim.Então aqueles gafanhotos nojentos que nos saltam para cima sem estarmos a fazer conta, com aqueles olhos esbugalhados...bierg!! Uma vez quase que me ia matando só porque dentro do carro do meu ex namorado estava uma gafanhoto mutante (era enorme...ok...ja devem ter reparado que para mim os bichos são sempre todos de um tamanho assustador, não é? mas infelizmente é assim que os vejo) que me saltou para o colo e eu em plena autoestrada, com o carro a dar os 160km ia abrindo a porta e atirando me para fora do carro. Não! Não suporto bicharada dessa... Viram um filme do Indiana Jones, no qual ele viaja para a India com uma cantora da cidade e com um puto e a desgraçada passa metade do filme a gritar de cada vez que vê um bicho? Pois....então eu sou mais ou menos assim.

 

Ainda eu gostava de me embrenhar na selva a estudar a vida selvagem (sim, de vez em quando tenho estes delirios quando vejo a BBC Vida Selvagem).Acho aquilo um trabalho tão excitante e estimulante que me esqueço que odeio sujar as mãos de terra, detesto lama, gosto de durmir numa cama com lençois lavados e sem saber que existem criaturas voadores e rastejantes por perto. Para a selva ia sim, mas montada numa tenda, como os Rajás, com os gajos a levarem me e uns quantos com umas folhas de palmeira na mão a refrescarem a minha excelsa pessoa.

Como diz uma frase que caracteriza o meu signo : "Amor e uma cabana? Só se for de 5 estrelas!"

Mai nada!!

 

 

sinto-me: enojada
publicado por Carlita às 23:35

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
29


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro