...da forma mais inesperada...

Terça-feira, 15 de Janeiro de 2008

Dadas as circunstâncias, é me legítimo perguntar:

 

Que hicieste?

"Ayer los dos soñábamos con un mundo perfecto
Ayer a nuestros labios les sobraban las palabras
Porque en los ojos nos espiábamos el alma
Y la verdad no vacilaba en tu mirada

Ayer nos prometimos conquistar el mundo entero
Ayer tú me juraste que este amor seria eterno
Por que una vez equivocarse es suficiente
Para aprender lo que es amar sinceramente

[Chorus:]
Qué Hiciste? Hoy destruiste con tu orgullo la esperanza
Hoy empañaste con tu furia mi mirada
Borraste toda nuestra historia con tu rabia
Y confundiste tanto amor que te entregaba
Como permiso para así romperme el alma

Qué Hiciste? Nos obligaste a destruir las madrugadas
Y nuestras noches las ahogaron tus palabras
Mis ilusiones acabaron con tus falsas
Se te olvido que era el amor lo que importaba
Y con tus manos derrumbaste nuestra
casa

Mañana que amanezca un día nuevo en mi universo
Mañana no veré tu nombre escrito entre mis versos
No escuchare palabras de arrepentimiento
Ignorare sin pena tu remordimiento

Mañana olvidare que ayer yo fui tu fiel amante
Mañana ni siquiera habrá razones para odiarte
Yo borrare todos tus sueños de mis sueños
Que el viento arrastre para siempre tus recuerdos

[Chorus:]
Qué Hiciste? Hoy destruiste con tu orgullo la esperanza
Hoy empañaste con tu furia mi mirada
Borraste toda nuestra historia con tu rabia
Y confundiste tanto amor que te entregaba
Como permiso para así romperme el alma

Qué Hiciste? Nos obligaste a destruir las madrugadas
Y nuestras noches las ahogaron tus palabras
Mis ilusiones acabaron con tus falsas
Se te olvido que era el amor lo que importaba
Y con tus manos derrumbaste nuestra casa

Y confundiste tanto amor que te entregaba
Como permiso para así romperme el alma

[Chorus:]
Qué Hiciste? Nos obligaste a destruir las madrugadas
Y nuestras noches las ahogaron tus palabras
Mis ilusiones acabaron con tus falsas
Se te olvido que era el amor lo que importaba
Y con tus manos derrumbaste nuestra casa"

Jennier Lopez

 

 

Ouviste bem? Melhor, leste bem? É só para ti, querido.Que hicieste, batraquito? Se bem que no teu caso, se adequaria mais a música da Glória Gaynour ("I will survive"). Bem que ta tentei cantar ao ouvinho "naquela" noite, mas tu fizeste te de desentendido.Até estava com uma linda voz de rouxinol e tudo,mas claro, como o assunto não te interessava, fizeste te de surdo. Já que pergunto, dá me lá o prazer de te poder responder: hicieste o que hicieste e para ti o orgulho estará SEMPRE em primeiro que os teus sentimentos, Então, olha, tenho apenas um conselho a dar te, meu rico tesourino deprimente: L I X A - T E!

 

Não há NADA que me vá estragar este ano...

sinto-me: Mázinha;)
tags:
publicado por Carlita às 21:16

Deixo vos uma música muito "lá", que adoro ouvir e dançar!!!

 

 

" class="ljvideo"> 
Já me estou a preparar para o fim de semana e ainda só hoje é terça feira.
Vai ser cá um "ESTRAFEGO"....AH!AH! AH! AH! AH! AH! AH!
publicado por Carlita às 20:29

Quarta-feira, 02 de Janeiro de 2008

Bem vindos a 2008!

 

Que este ano seja cheio de coisas boas: muita paz, saúde, felicidade, alegria, amor, dinheiro no bolso para gastar.

 

Ano Novo, vida nova, amores novos, pensamentos novas, atitudes novas, visual novo. Este ano emergi completamente renovada. Acabou se a loira (porque mudei a cor á juba), acabaram se os pensamentos de cáca que não levavam a lado nenhum e acabaram se os dramas e crises existencias. Benvinda a morena com madeixas loiras, benvindos os pensamentos animadores e positivos, benvinda a alegria de viver sem stresses a pensar na morte da bezerra (neste caso, do bezerro). Entrei em 2008 com a pica toda para ser um ano em grande. Geralmente, os anos pares correm me sempre de feição, que o diga sobretudo de 2004 e 2006. Abençoados anos! Não sei porque, mas o ano passado(2006 para 2007), ao darem as doze badaladas, lá tive o triste pressentimento que a minha vida iria ser exactamente como foi a minha passagem de ano nesse ano. Bom, sem comentários.

 

Natal? Em família, como convém e já é da praxe. Ceia de Natal com o tradicional bacalhau com couves  (receita ligeiramente alterada visto aqui a "je" nao ser particularmente fã dos cozidos deslambidos), missa do Galo,beiju no menino "Jesuis" fogueira no adro da igreja (desta vez com uma barraquinha de cerveja ao lado. Fantástico, não é? Já nada é como antigamente!) e prendinhas trocadas depois em casa ao calor da lareira. Hummmm...delicioso!

 

Passagem de ano? Com tantos convites que tinha, para ir para aqui, para ali, para além, imaginem...vim esbarrar aos "allgarves"! Nunca mais abro a minha boquinha linda para dizer "desta água não beberei". É que eu até podia jurar a pés juntos, com um mês de antecedência, que jamais poria os pés no Algarve nesta altura. Para além de ser sempre a mesma coisa ainda corria o risco de me esbarrar com a criatura e ter um encontro demoníaco e fatal. Mas, verdade seja dita, que não há coincidências e algo mais forte que eu me fez vir para baixo um dia antes da passagem de ano. Pressentindo a borrasca, claro! Mudam muitas coisas, mas os presseks continuam mais acertados que nunca.

E de facto foi um passagem de Ano bem divertida, alegre,ligeiramente endrominada dos sentidos pelo champanhe misturado com o vinho do jantar e mais umas quantas bebidas depois...Ganhei no outro dia uns lindos pés novos, esfolados aqui e além e sem o sentido do tacto ao tocar o chão. Para além disso, ganhei! Simplesmente GANHEI!!!! Foi preciso passar quase um malfadado ano para se concretizar aquilo que eu tanto predisse (em tom de brincadeira, claro, nunca esperando que tal coisa pudesse efectivamente acontecer).  Ano novo, vida nova? Hummmm....Sem sombras de dúvidas! Quero, espero e mereço que seja assim. Este ano (digo isto em tom jocoso, mas será melhor ter um pouco mais de tento na lingua, já que tudo o que digo, acaba, mais cedo ou mais tarde por se concretizar)este ano vou encontrar o meu Rei de Copas e casar me. Oh yes! Está bem, posso não me casar assim da forma que quero(de véu e grinalda e flores e meninas a levarem as alianças e arroz á saida da igreja e copo de água e fotografias e bebedeira de familares e latinhas entaladas na traseira do carro quando sair para a lua de mel) mas ao menos, sei que será este ano que vou encontrar definitivamente  e sem duvidas aquela pessoa.

 

Estou cheia de novos projectos e novas ideias. Nada me fará mudar. Destemida. Aventureira (o meu expoente máximo de aventura é ver um filme SENTADA no sofá da sala, num dia de semana ás tantas da manhã...). Imbatível. Incansável. Indomavel. Guerreira. Sim...isso mesmo. Uma verdadeira guerreira.

 

Sentem este alto astral? Sentem a vibração positiva? "Good vibe". Nem mais. Fiquei alienada ás doze badaladas. Fixe. Vou continuar assim.

 

Agora vou ser destemida: vou vestir o pijama e durmir nua (sem meias!), já que não consigo combater o sono que se começa a apoderar de mim a estas horas.

 

Amanhã talvez me torne incansavel a limpar a casa, imbativel na arte da aspiração e implacavel com os ácaros. Estão a ver a ideia, não estão? É dos pequenos feitos que se passam aos grandes. Tenho dito!

sinto-me: Com a moral em cima
tags:
publicado por Carlita às 21:24

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro