...da forma mais inesperada...

Segunda-feira, 30 de Novembro de 2009

Nada melhor para relaxar de um dia stressante, como uma aula de ioga. Sabe bem e faz bem. Há cerca de dois meses atrás resolvi inscrever me na UTL e aproveitar o meu tempo livre para fazer coisas uteis e didácticas. Entre as várias aulas disponíveis, balançei entre o ioga, danças de salão, cozinha saudável e pintura. Esta última, apesar de despertar o meu interesse, foi imediatamente banida.

É que supostamente estas actividades no fim do dia são para nos relaxar um bocado e não para nos por com neuras. As minhas capacidades de desenho resumem se a fazer cornucopias muito enroladinhas quando estou ao telefone com alguém e as umas casinhas muito mal amanhadas, com portas e janelas de simetria duvidosa, pontuados por um sol sorridente encoberto com nuvens em forma de M e passáros (supostamente andorinhas) em forma de V. Digamos que são coisas assim um bocadinho rupestres. Quanto a pintar... só mesmo as paredes da casa. Não me peçam para pintar paisagens vivas, mortas ou assim-assim que sou completamente desprovida que qualquer sentido de simetria e profundidade. Por alguma razão chumbei a Educaçao Visual na escola. Eu bem rabiscava, munida de compassao, régua e esquadro, mas enganava me tantas vezes que um trabalho que supostamente era para ser entrege limpo e imaculado, ia parar ás mãos da professora todo amachucado e cheio de vestigios de borracha.

 

As aulas de cozinha também me despertaram o interesse, mas depois pensei que cozinhar por cozinhar já eu cozinho em casa e estar agarrada aos tachos para além do necessário, não me pareceu algo muito entusiasmante. Pelo que me decidi a ter aulas de ioga e danças de salão duas vezes por semana.

 

A informação dada á tripulação de que ia passar a ter aulas de danças de salão, não foi muito bem acolhida. Ainda hoje estou á espera de um veredicto... Quanto as aulas de ioga, aconselho vivamente a quem não goste de desportos muito violentos e quer ter um conhecimento mais aprofundadao sobre si mesmo. É que nestas aulas conseguimos ter um controlo total sobre o nosso corpo, conseguimos ter plena consciência das capacidades que temos. Eu por exemplo, descobri que tenho imensa flexibilidade  ( sou capaz de me por em posições que nem sabia que conseguia) mas não tenho o minimo equilibrio. No final de cada aula, sai se de lá com uma enorme sensação de paz e bem estar e muito consciente do corpo, de cada passo e movimentos.

 

Ainda fiquei tentada a frequentar um ginásio,mas sei que seria coisa de pouca dura, porque facilmente me cansaria de correr na passadeira,  pedalar na bicicleta e de ter s quantos inergumenos a micarem me quanto estivesse a levantar os pesos mais levezinhos...para chegar a casa com toda a fome do mundo e estragar tudo a comer coisas caloricas. Oohhh! Para isso não vale a pena. Vou gastar calorias a semear e a colher legumes na minha quinta e depois a facturar no café, com os produtos 100% naturais. Boa coisa essa que inventaram...

 

PS: Já tenho tantas renas na minha quinta, que um dia destes ainda monto um trenó e faço as vezes do Pai Natal.

Vá... deixem lá as renas para quem de direito e começem a oferecer me coisas mais uteis:)

publicado por Carlita às 18:49
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26

29


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro