...da forma mais inesperada...

Domingo, 05 de Julho de 2009

Pormenores. Aquelas insignificãncias de cácá que não matam mas moem.

 

Uma cena em grande é discutir com o "querido" por algo que realmente vale a pena. É amuarmos porque ele faltou ao encontro ou chegou duas horas atrasado. É armarmos um espalhafato porque o apanhamos em flagrante a fazer olhinhos á gaja da mesa ao lado no café.É ele azucrinar nos o juizo porque saimos com as amigas, apanhamos uma piela de caixão á cova ou tivemos de conversa com o ex e não lhe contamos. Dramas que valem mesmo a pena são aqueles causadas por altos ataques de ciumes, insegurança ou estupidez. Ou tudo junto.

 

Darmos cabo da nossa beleza e jovialidade por causa de um bife ( que supostamente iria ser delicioso e não ficou assim tão delicioso quanto isso) ou por causa de  um comentario menos feliz ou por uma atitude impulsiva que nos saiu na altura sem pensarmos é assim uma cena meio marada.  Os diferentes hábitos alimentares podem dar origem a momentos polémicos, carregados de emoção. Afinal, enquanto preparamos o nosso prato favorito com todo o amor e carinho, vimos a descobrir que não é de todo a  refeição dos sonhos do nosso fofinho.

 

Quando um dia, o meu queriducho me disse que não gostava de camarões, e nem era grande apreciador de caracois  imaginei logo o meu verão mais cinzento e sombrio. Já não poderiamos gatear o último camarão que fica na travessa, sentados numa esplanada á beira mar.Imaginei me logo abotoar me sozinha com um prato cheio de caracois e ele só a petiscar um entre outro, para me fazer companhia. Possivelmente não haveriadepois paozinho molhado no molho que fica, nem luta de carapaças vazias....Pormenores.

 

Momentos com alta carga emocional também se podem dar no aconchego da quarto, quando não se chega a um consenso sobre o numero de cobertores a usar ou quando ha divergencias sobre o modo de dormir de cada um. Ele adora dormir completamente ás escuras e emana um calor que dá para fritar um bife. Eu tenho necessidade de adormecer com um quantidade minima de luz eadoro acoredar com os raios de sol a baterem me em cheio na tromba. Detalhes.

 

Agora uma coisa assim que dá logo vontade de cortar os pulsinhos é armar se um trinta e um por uma coxa de ( meio) frango. Sim...Também, poderá eventualmente dar azo a histórias mirabolantes, sobretudo se for um jantar após um dia inteiro a apanhar sol no lombo seguido de uma viagem mais ou menos longa. O cansaço fala mais alto. Os neurónios meio chamuscados pelo sol não realizam as suas sinapses na perfeição e depois... depois têm se direito a cenas que pareçem saidas de um filme de humor negro.  Não se come a única pernoca do animal, porque afinal até havia mais por onde escolher, e é  se logo chacinado ali na hora. Pôrra! Porque é que o raios dos frangos não hã de ter 4 pernas...ou mais...como as centopeias? Moral da história: acabamos por concluir brilhantemente ( OBA!!!) que comer meio frango não é uma boa opcção para um casal....

 

Detalhezinhos. Apenas... que não matam, mas moem!

 

 

 

 

 

sinto-me: "enfranganada"
publicado por Carlita às 19:02
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
25

26
27
28
29
30
31


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro