...da forma mais inesperada...

Segunda-feira, 08 de Dezembro de 2008

Se há coisinhas que eu odeio (e olhem que eu até não sou assim uma gaja muito esquisita) é MELGAS! Melgas em todas as suas formas e feitios: com asas, sem asas, daquelas que nos azucrinam a cabeça com palavreado inutil, daquelas que nos zumbem aos ouvidos durante a noite, com quatro patas ou apenas com duas....

Estas últimas noites tenho sido massacrada insistentemente  por um bichinho estupido que me anda a por os nervos em franja! Alguém me explica como é que nesta altura ainda existem melgas?! Devem andar a tornar se resistentes ao frio,devem pertencer a  uma nova espécie em mutação, só pode!!!!

Está a loira muito quentinha e aconchegada no ninho,entre os seus mil e quinhentos cobertores e lençois de flanela, a sentir o calor entorpecedor do "escaldasono" da Imetec ( e olhem que escalda mesmo o sono...no outro dia esqueci me de o desligar e acordei toda suada de manhã, parecia que tinha acabado de correr a maratona!)  quase, quase, quase de pestana fechada prestes a embarcar para o mundo de Orfeu quando sou despertada por um zumbido impertinente junto aos ouvidos. Grrrr!!!! Ai não!!! Não quero ser picada nas sombrancelhas, nas pálpebras, nas asas do nariz, nos nós dos dedos, nos lábios (sim, porque o bicho, apesar de diminuto é esperto: ferra me sempre em locais estranhos. E  acordo a parecer o homem elefante!) Por isso,neste quarto,  só há lugar para duas de nós...logo, palpita me mesmo que serás tu, criatura ignóbil que Deus ao mundo deitou, que terás que dar de frosques.

A primeira tentativa de exterminio é com as mãos... Clap!!! Apanhei-te! Huuumm...ainda não? Deixa te lá pousar que já te vai sair o Euromilhões!!! Agarro nas pantufas pés de gorila (supercharmosas!) e ponho me á coca, á espera de a ver em qualquer lado. Já não tenho um ar propriamente ajuizado...A minha psique já está de pantanas, por isso vale tudo! Aiiii estás aí? É agora. Piiimmmba! Pareçe que foi desta. Volto a deitar me. Já estou meio enregelada mas num instante volto a ficar confortavel. Hummm....nhammm..... tão bom.... tão quentinho... uaaaahhh!!! Acho que pus o relógio a despertar....huuummm... Mais uma voltinha e vamos cá por-nos de barriginha para baixo que agora é que é...Bzzzzzzzzzzzzzz!!!!Bzzzzzzzz!!!!!

...............................................................................................................................................................................................................................................................

 

Chega!!!! Não queria recorrer a isto, mas a anormal não deixa alternativas. Não morre esborrachada, morre intoxicada, lentamente.  Salto da cama enfurecida e vou buscar a bomba atómica.Experimenta pousares em qualquer lado, querida, experimenta... É a Hiroshima das melgas e não tenho pena nenhuma. Prontos....foste exportada directamente para o paraiso dos insectos. Paz á tua alma e descanso ao meu sono.

 

Mas havia outra... eram  certamente um casal, com muitas filhinhos melgas á sua espera no lar. Azar. Já vais ter com a tua cara metade. Tcchhhhh!!! Tchhhhhh! Tcccchhhh!!! Morreste.

 

Final da história: uma noite tranquila de sono.

sinto-me: exterminadora
publicado por Carlita às 13:15
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro