...da forma mais inesperada...

Terça-feira, 04 de Novembro de 2008

Levei hoje uma unhada nas trombas, dada com todo o amor e carinho pela minha Nokas.

É bem feita para não me por em brincadeiras parvas com os bichos: "Vai acima, vai abaixo.., quem é a gatinha mai winda da dona? vai acima, vai abaixo..." e záááássss! Quando foi abaixo, a p*** da gata espetou me as unhecas no nariz.  Pensei que me fossem sair por ali as tripas, porque aquilo sangrou que se fartou e ainda fui para o serviço com uma compressa nas bitréculas... Sem comentários!!! Para evitar supresas desagradaveis deste género, esta tarde mal chegei a casa, fiz lhes a manicure. 

 

Obviamente que uma desgraça nunca vem só (pois então!!! na minha vida vem tudo aos pares, os acontecimentos fatídicos também) e esta tarde voltei  a ter as minha dores de estimações nos tendões dos dedos do pé. Deduzo que sejam provocadas pelos sapatinhos tipo andaimes, que eu tanto adoro...mas não me quero alarmar muito, pois que vai ser de mim se nunca mais me puder por em cima de tacões de 10 cm de altura? (gaijinha fútil!!! tão fútil...aiiii!). Convenhamos: um sapato faz toda a diferença numa toillete. Que graça há em irmos todas muito bem vestidas e maquilhadas se depois temos umas "chamlambarcas calçadas?!!! Não há condições...Pois o meu lema é: enquanto tiver pézinho que me permita calçar tudo o que goste...siga o baile!!! Nem que os tenha que descalçar meia hora depois de os ter posto nas chancas.  Apesar da PDI ainda não me apareceram os inestéticos joanetes, os calos amaldiçoados e tirando aqueles meus dedinhos grandes dos pés que mais parecem uma rampa para skates (abençoados sapatinhos da moda abertos á frente!!!) posso dar me ainda ao luxo de andar com sapatos que muita gente já não conseguiria calçar. Se não fossem estas malditas dores que de vez em quando me aparecem na planta do pé e que não me deixam andar....seria tudo perfeito!!!

 

Vou ali á cozinha beber a minha 5ª chávena da chá (estou tão parecida com a minha mãe, meu Deus! Tenho sempre uma cafeteira com chá feito. A verdade é que quando somos adolescentes nunca nos passaria pela cabeça sermos como as nossas mães, mas a verdade é que com a idade apercebemo nos que vamos ficando iguais a elas!!! daaahhhh!) e depois tenho que pensar em jantar qualquer coisa e meter me no ninho, porque parecendo que não, o frio já se começa a sentir por estas zonas e os meus ossinhos de trintona ja começam a querer dar sinais da mudança de temperatura.

Como aqueles galos de Barcelos ou as Nossas Senhoras de Fátima que adivinham o tempo...pois, tenho vagas semelhanças com esses objectos manhosos.

 

Já agora, quando quiserem que chova, é só ligarem me e pedirem para estender uma máquina de roupa acabadinha de fazer que é instantaneo: duas ou três horas depois os céus desfazem se em diluvíos. Os contratos com o São Pedro são assim... não é para todos!

sinto-me: de focinho arranhado
publicado por Carlita às 19:52
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
19
20
21
22

23
25
26
27
29

30


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro