...da forma mais inesperada...

Segunda-feira, 15 de Setembro de 2008

De volta á rotina.

 

Acabaram se me as férias...snif! snif! Estou cá mais triste. Tenho estado a mentalizar me de que tenho que voltar á vidinha de sempre, regida pelo relógio. Eu sou um pouco anarca (não tinha consciência disso até há bem pouco tempo) mas gosto pouco de viver em função das horas. Gostava de me poder levantar sempre ás horas que me apetecesse, ir mudando de local de trabalho frequentemente, ir mudando de casa também de vez em quando...essas coisas todas que para a maioria das pessoas pareçe instabilidade mas que a mim dá me motivos para viver. Gosto e preciso da rotina para me sentir segura, mas por outro lado, essa estagnação mata me. Pareçe  que não consigo criar raízes em lado nenhum. Gostava de poder afirmar, do alto dos meus 30 anos, que finalmente encontrei o meu caminho, o meu poiso.  Mas sei que ainda não.

 

Enfim.

 

Desde que chegei á minha "terra emprestada" que voltei novamente a ligar o pressentimómetro. Cruzes! Com sorte, ainda tenho que ir aí correr as feiras a fazer adivinhações, para juntar uns trocos. Já me vi mais longe disso. Sinceramente, não sei o que é que a minha alma pressente. Isto já não me anda a agradar NADA! Aquele aperto estúpido no coração, aquela ansiedade sem razão aparente, aquelas assoadelas sem jeito nenhum a toda a hora (não! não estou constipada) não agouram nada de bom. I´m scared!

 

Ontem ri me muito ao ver o filme " Avassaladoras"  na RTP1, com a Giovanna Antonelli e o belo do Reynaldo Gianechinni, aquele pão, aquele borracho, aquele pedaço de homem, aquele...aaaaauuuuuuuuuuuu! Lindo! Fantástico! Delirei completamente. Aquele homem para mim, é sem sombras de dúvidas, o homem mais bonito á face da terra (ai! levava cá com cada nalgada!).  Deus Nosso Senhor me arranje lá uma coisa dessas para mim, já que anda a demorar tanto para me arranjar "nóbio", ao menos que me arranje uma coisinha de jeito (parecido com este, de preferência, lindo desde a pontinha mais espigada do seus cabelos até á unha do dedo mindinho do pé). Mas, regressando á realidade, estava eu a dizer...hum.... ahhh, já sei (agora perdi me em tão belos e nobres pensamentos com a bela da criatura) ..não é que me identifiquei com a protagonista do filme?! Aqueles pensamentos que ela tinha face a  determinadas situações pareciam uma cópia dos meus. E bastou ela interessar se por alguém e alguém interessar se por ela, para logo aparecerem  milhares de homens borboleteando-lhe á volta .Fico mais contente, a sério que sim... pensava que estas coisas só me aconteciam a mim, mas pelos vistos não. Ok, não querendo parecer convencida, quase que poderia dizer que se inspiraram na história da minha vida para fazerem o filme. Andaram a cuscar aqui os meus "gatafunhos", só pode.

 

Agora vou para ali para o sofá mentalizar me um pouco mais sobre o que me espera amanhã, no local de trabalho. Xiii! Até já estou cansada só de pensar.

 

 

 

 

tags: ,
publicado por Carlita às 19:48
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
19
20

21
22
26
27

28
29


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro