...da forma mais inesperada...

Terça-feira, 30 de Setembro de 2008

Sinto me perdida nas trevas dos meus pensamentos... É que nem uma luzinha ao fundo do túnel enxergo! Ultimamente só me tem apetecido ficar sozinha (e os meus amigos, os meus verdadeiros amigos que me desculpem esta minha má fase arredia e de mau génio) para poder pôr um pouco de ordem nesta cabeçinha loira cheia de neurónios pensantes. Antes tivesse só um, como é bastante divulgado nas anedotas sobre as loiras, e de preferência preguiçoso e seria bem mais feliz.

 

Apetece me fazer tanta coisa e ao mesmo tempo sinto uma inércia enorme.

Apetecia me mudar de país, mudar de casa, mudar de vida mas ao mesmo tempo... sinto medo. Um medo terrível das mudanças que não consigo compreender. Deve ter a ver com o meu signo, um verdadeiro Taurino é pouco ou nada dado a mudanças repentinas. Ou então terão sempre que ser muito, mas muito bem pensadas. E acho que é isso que ando sériamente a ponderar. 

 

Acho que já esgotei todas as possibilidades deste sítio ou esgotei a paciência ou esgotei as minhas tentativas que me tentar ambientar num meio cultural que não é, definitivamente o meu.  Não sei ao certo.  Olha, já estou como o outro "só sei que nada sei"...e dadas as circunstâncias, saber isso já não é mau de todo.

 

As coisas mesmo assim, têm andado calmas. Os pressentimentos diminuiram, o mês de Setembro está no fim e vamos entrar no desejado mês de Outubro. Que seja lá um mês próspero em paz e tranquilidade que é tudo o que neste momento peço.  Nada de aventuras manhosas e encontros fatídicos com criaturas  importadas directamente da twiligthzone da minha vida. Xôôôô bichooooooooo.... (bchhh!bchhh! bchhhh! Xixaaaaaaaa!)

 

Não ligem, não ligem...isto é consequencia de uma tarde inteira sobrecarregada com trabalho excessivo...("mente mais Pinóquio, mente mais...!").

 

É QUE TOU MESMO PARVA!!!

 


 

 

 

 

 

sinto-me: Tontinha
publicado por Carlita às 16:43
|

Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008

Pasmem-se com o que descobri nas minhas voltinhas virtuais.... "A sexualidade dos signos" .

 

Parafraseando literalmente  a "sexualidade do meu signo":

 

"A mulher de Touro é um ser muito sexual. Pode parecer muito plácida e composta externamente, mas por dentro, os ritmos da Terra batem forte. Sua natureza sensual supera-se na cama. Ela transforma o acto de amor numa arte. Jamais faça amor com uma Taurina a menos que haja bastante tempo disponível para expressar o seu repertório. Apenas beijá-la pode levar algumas pessoas ao orgasmo. Seu toque, ao mesmo tempo amável e terno, excita e acaricía. Se deixar cair as máscaras e inibições, é capaz de vibrar alto. Quando está com a líbido desperta, é insaciavel. Entretanto deseja expressão mútua e não se vai contentar em ficar na expectativa.

A sexualidade é uma parte importante na vida de uma mulher Touro. Ela se esforça para manter um certo decoro em público, mas é muito consciente dos seus impulsos sexuais e não sente vergonha deles. Com frequência eles estão associados ás suas emoções e para ela é realmente difícil fazer amor sem se apaixonar. A Taurina não busca na cama um jogo de poder. Sua natureza sexual pode ser caracterizada como geralmente directa e não complicada. Ela é levada pelo desejo animal saudável. Deseja o sexo porque ele a faz sentir-se bem e é natural."

 

 

Estou...sem FALA, sei lá.

Coisas indecorosas a meu respeito! Logo eu...tão querida, tão fofinha, toda princesa... (hum!hum! Cof! Cof!)...toda santinha...  

 

Vão lá cuscar um bocadinho. Vão certamente surpreender se....

 

 

www.umoutroolhar.com.br/horoscopo_sexsignos.htm

 

 

 

publicado por Carlita às 15:04
|

COISAS QUE SÓ UMA MULHER CONSEGUE...

 

  • ...Passar a vida inteira a lutar contra o próprio cabelo
  • ...Comprar uma blusa que não combina com nada só porque o preço estava irresístivel
  • ...Ser tratada como uma idiota pelo mecânico
  • ...Fingir naturalidade durante um exame ginecológico
  • ...O poder de umas calças de ganga para radiografar a estrutura do corpo
  • ...Ter crise conjugal, crise existêncial, crise de identidade e crise de nervos
  • ...Ser mãe solteira, mãe casada, mãe divorciada e mãe do marido
  • ...Assistir a um jogo de futebol só para fazer companhia ao namorado.
  • ...Lavar as cuecas no chuveiro e depois pendurá las na torneira...para horror do sexo masculino
  • ...Ouvir a história do: "mulher ao volante, perigo constante"
  • ...Fazer a depilação de 15 em 15 dias...com cêra!
  • ...Rasgar as meias na entrada de uma festa
  • ...Sentir se pronta para conquistar o mundo quando está a usar um batôn novo
  • ...Chorar na casa de banho, olhando-se no espelho, para ver qual o seu melhor ângulo
  • ...Achar que o seu relacionamento acabou e depois vir a descobrir que era tudo SPM
  • ...Nunca saber se é para dividir a conta
  • ...Pôr uma cinta para disfarçar a barriga
  • ...Ficar completamente feliz porque ele ligou
  • ...Dizer que "nao" para ele insistir bastante para depois ter que dizer que "sim"

 

 

COISAS QUE SÓ UMA MULHER ENTENDE...

 

  • ...Porque é que é bom ter cinco pares de sapatos pretos
  • ...As diferenças entre "creme", "marfim" e "bege claro"
  • ...Que chorar pode ser divertido
  • ...Roupas soltas
  • ...Uma salada,uma Cola-Diet, um Sundae de chocolate fazem um almoço equilibrado
  • ...Descobrir um vestido de marca, a preço exepccional, pode ser uma experiência de vida
  • ...A inexatidão de toda a balança
  • ...Achar o homem ideal é difícil mas achar achar o cabeleireiro perfeito é impossível
  • ...Porque é que um telefonema entra duas mulheres nunca dura menos que dez minutos

 

 

Elementar, meus caros.

 

 

sinto-me: Feminina
tags: ,
publicado por Carlita às 14:31
|

Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

Tudo me acontece!

 

Ora estava a loira a ver os seus mails, a fazer as suas cusquices na net quando recebe no visor uma mensagem, do género daquelas que se recebem quando alguém fala conosco no msn, aquelas que aparecem do lado infereior direito, com uma fotografia de uma gaja nua (ainda por cima!)  a querer falar falar comigo...."sexy ass...". Hãããa? O quêê? Que é esta m....? Que raios!!! Ainda fui ver se tinha alguém no msn que correspondesse a tal coisa mas não. Ainda bem, né? Quer se dizer, a coisa anda preta, mas não, obrigada, não tenho vontade de mudar de campo.

Deve ser vírus, só pode! Também inventam tudo. Os gajos garganeiros devem ser os primeiros a apanhar estas coisas. LOL!!!

 

Eu não  sou púdica, muito longe disso, mas não entendo muito bem mulheres que se expoem na net. Quer dizer, como pode alguém ter respeito por elas se são elas próprias as primeiras a desrespeitarem se?! Tudo bem, estamos num país livre mas...epah! juro que me faz assim um bocadinho de confusão.  Eu nao preciso que meio mundo me veja nua ou quase nua para saber a mulher que valho, para saber o corpo que tenho...Para isso olho me ao espelho. Seria incapaz de andar de consciência tranquila na rua pensando que aquele fulano com ar de porco, com quem naquele momento me estava a cruzar e que nunca tinha visto de lado nenhum, possivelmente já me teria  visto em poses menos impróprias. Mas isso sou eu.

Não sou perfeita, tenho plena consciência disso, mas o que a minha experiência de balzaquiana me diz  é que uma mulher é mais, muito mais que o próprio corpo e quem só enxergar apenas isso... das duas uma: ou ainda não cresceu o suficiente ou é um básico (a) de primeira apanha.

 

PS: dizem que o jejum aclara as ideias e nos torna verdadeiramente sábios.

Não acreditem...ainda não jantei e deve ser devido á fraqueza que resolvi erguer agora a bandeira da moral e costumes.

publicado por Carlita às 20:27
|

Já repararam que daqui a três meses ( TRÊS MESES!!!) é Natal?!!!

Sou eu que alucino ou o tempo últimamente tem passado extremamente rápido?! É que pareçe que o Natal foi ontem. Pareçe que a passagem de Ano foi para aí na semana passada e quando dou por mim, estamos quase no final de mais um ano e eu a caminhar a passos rápidos para os 31.

E o rei de Copas, esse magano prometido e esperado desde o ínicio do ano? O rei de Copas está é já benzido!!! Quer se dizer, reis de Copas até haverá muitos por aí, bastava para isso eu por os meus óculos especiais para os enxergar, se quisesse e se realmente estivesse disposta a isso. Mas não estou. Não me apetece investir em coisas sobre as quais não tenho controlo depois, sobre as quais não há garantias futuras, sobre as quais construimos uma ilusão para a ver depois desmoronar se como um castelo de cartas. Não me apetece sofrer mais desilusões, nem criar expectativas. Estou bem assim. Poderia estar melhor, sem sombra de dúvidas, mas para estar acompanhada e infeliz permanentemente, prefiro estar sozinha e sentir me miserável só de vez em quando, com a vantagem que posso comprar imensos sapatinhos sem ter ninguém depois para me chatear o cérebro com isso.

 

Agora pareçe que a mais recente preocupação da minha mammy é com o meu estado civil.  Estas férias, enquanto lá estive, volta e meia lá tentava aflorar a questão... "Ai filha, gostava tanto que arranjasses alguém que te fizesse companhia, alguém de quem tu gostasses e que gostasse de ti, que fossem amigos, que... que....e que..." .  Sim, mãezinha também eu gostava de muita coisa. Gostava por exemplo que me saísse o Euromilhões, gostava de ter uma casa voltada para o mar, gostava que as criançinhas em África não passassem fome quando há tanta comida que é deitada fora, mas isso, sinceramente é algo que me transcende.  Acho que a história de ver visto quase metade da população da minha terrinha casar se este Verão, deve ter mexido com ela. E sim, acho que já anda a precisar de uns netinhos pois o Poppy, o nosso cão, de tão mimado que é só lhe falta falar. 

Pareçe que ultimamente toda a gente tem assim um prazer mórbido em me azucrinar o juízo com este tema. Deslarguem me de mão....

 

O amor na minha vida, quando aparecer, quando se der ao luxo de acontecer...acontece!  Mesmo que eu já esteja com os ovários a mirrarem. Não interessa. Para o amor não há idades.

 

 

 

sinto-me: cegueta
tags: , ,
publicado por Carlita às 15:00
|

Terça-feira, 23 de Setembro de 2008

Tenho andado tão caladinha neste últimos dias. Tenho andado a deitar contas á vida, é o que é.

 

Mas o melhor é não pensar muito e deixar as coisas acontecerem por si próprias. O que tiver que ser é e nada é mais saudavel que viver um dia de cada vez, sem pensar muito no futuro.Quantas vezes queremos e desejamos ir num sentido e a vida nos empurra para outro completamente diferente daquilo que tinhamos planeado? Já aprendi com isso. Aprendi a deixar me levar. É inútil esforços em vão.

 

Acho que estou um pouco como o tempo. Nublada. Deve ser do Outono, esta estação saudosista.  As andorinhas foram embora (reparei neste pequeno pormenor a semana passada, quando estava a fumar o meu habitual cigarrinho da praxe antes de jantar na marquise e não ouvi aquele burburinho das aves a aninharem se nas arvores ao final da tarde), as folhas caem das árvores (também cai o cabelo da minha cabeça!! ando a largar o pêlo...) e já começaram as primeiras chuvas. Hummm...adoro o cheiro da terra molhada! Acho que este tempo torna nos mais introspectivos. Eu pelo menos, sinto me assim. Qualquer dia, em pleno Inverno,estarei aí desejando os primeiros raios de sol. Mulheres...vá se lá entende-las!!!

 

Também tenho a informar que ando novamente  a ter sonhos mirabolantes, noites a fio, com a mesma pessoa. Tudo menos isso... Até acordo com olheiras!!! Como hei de eu ter uma beleza fantástica, um look matinal descontraído e fresco,um ar todo "tchanaaaammmm!" quando passo as noites a sonhar parvoeiras?! Não é de todo normal, convenhamos!  Logo agora, que até resolvi que ia passar a acordar todas as manhãs ao som de um belissimo CD repleto dos sons da natureza, passarinhos a cantar, chuva a cair, o barulho do mar( se bem que esta manhã tenha acordado com uma música espanhola meio psicótica...ok...deve ter sido por isso que adquiri este humor macambuzio de hoje).

Esta minha psique tumultuosa seria certamente um alvo de estudo fantástico para as teorias freudianas.

 

Agora dêem me lá uns minutinhos a sós com "moi même" que vou ali tomar um cafezinho para me reavivar a alma.

publicado por Carlita às 16:19
|

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2008

Adivinhem o que é que a loira comprou ontem? Vá adivinhem... Um esforçozinho. Ohh, já vi que não chegam lá.

 

A loira comprou...mais UM PAR DE SAPATOS!!!!!!! Coisinhas mai lindas, na cor da moda de tudo (é rezar para que não se partem os saltos). Uma pequena loucura, que doeu (ah sim! doeu muito no cartão Visa) para juntar aos outros pares de pequenas loucuras que cometi este ano e que estão empilhadas para ali no armário.

 

 

 

 

 

Não posso ir ao shopping, está visto. 

 

sinto-me: Como uma centopeia
tags: ,
publicado por Carlita às 19:43
|

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2008

Está tudo explicado: os "presseks" parvos que adivinham chuva, a ligação  psíquica interminavel e infindável, os tremuras nas pernas ("ai Jesus que caio já aqui!") quando me deparo com a criatura, aquele sentimento  ÚNICO dentro do meu coração que pareçe que qualquer coisa lá dentro de abre e sou invadida por um sentimento tão maravilhoso e mágico que me dá prazer, me extasia e me faz chorar ao mesmo tempo... Agora compreendo (quase) tudo.

 

Como se esta vida não fosse suficiente grande para esta sorte malfadada, a história ainda remonta a outras vidas. Fantástico, Mike...

 

 

 


 

" Encosta-te a mim, nós já vivemos cem mil anos."

 

... Para aí, no mínimo.

 

 

Afinal, a história deve ter sido quase tal e qual como eu a imaginei e descrevi num post  escrito no dia 09 de Maio  deste ano, intitulado "Na minha vida passada"....

 

Grunff! Sortezinha a minha, hum?

                                                                                       .

 

 

 

 

                                                                              .

 

publicado por Carlita às 14:49
|

Terça-feira, 16 de Setembro de 2008

Vocês não têm hábitos dos quais bem se gostariam de livrar (porque sabem que não são assim propriamente NORMAIS) mas por muito esforço que façam, não conseguem? Melhor dizendo, hábitos tão enraízados que se forem abolidos pareçe que qualquer coisa não está bem? Que não é certa?

Pois eu no outro dia pus me nisso e descobri que realmente tenho uns hábitos muito manhosos. Haverá pois, criatura capaz de me suportar durante muito tempo? Assim, é normal!

 

 Começemos pelo primeiro (o mais absurdo): dormir com TRÊS almofadas(duas altas e uma baixa). Meu Deus, se eu só tenho uma cabeça, porque raios hei-de sentir necessidade de durmir  logo com três almofadas,sendo uma para apoiar a cabeça, uma segunda entalada entre o pescoço e o tronco, em jeitos de encosto e a terceira ao lado? Se durmo sozinha, se não sou a Medusa da mitologia, porque é que não consigo adormecer com um só travesseiro, como uma pessoa normal?

 

Outro: adormeçer a ver tv. Hábito fantástico que adquiri, não sei como, ao longo dos anos de curso. Ir para a cama com o intuito de dormir, é para esquecer. Para mim, a cama é um local para ler, ver tv, ouvir música (entre outras coisas) até que finalmente começo a piscar os olhinhos de tanto sono e acabo por adormeçer de cansaço. Espetem lá comigo numa cama e digam me que é MESMO para dormir que logo me vêem a soprar e a dar mais voltas que um carrosel.

 

A pasta dentífrica, esse produto obsoleto, motivo de resmungices entre muitos casais. Eu cá gosto de a espremer bem ao ao meio do tubo. Novinha em folha, acabada de estrear e zááásss! Lá leva um apertão bem ao meio... depois esqueço me sempre de a tapar. Depois quando volto a lavar os dentes, a pasta por cima está rija e por muito que a esprema ao meio do tubo, não há produto que caia para a escova. Depois enervo me e vou buscar um palito. Depois escarafuncho com o palito a abertura da pasta, dizendo alhos e bogalhos por aquele precioso tempo que estou ali a perder, jurando a mim mesma que da próxima não me vou esquecer de a tapar. Depois acabo a lavar os dentes cheia de neuras e volto a esquecer me de por a tampinha. Hábito parvo! Eu espero bem que quando arranjar um namorado não seja um daqueles homens picuinhas que gosta da pasta de dentes espremida desde o fundo, calculando quase miliétricamente as dobras que dá no tubo. Isto dá logo guerra!!! Melhor melhor será arranjar DUAS pastas, uma para cada um. Eu espremo a minha ao calhas, furando a de vez em quando com o palito de estimação e ele... olhe..que compre uma régua para calcular bem os vincos que lhe faz.

 

Haverá criatura no mundo que ache que o pão (sim, leram bem, o PÃO) tem um face certa para se barrar? Pois eu acho que tem. As minhas torradas são sempre barradas   exactamente naquele lado mais liso do pão, aquele que não faz covinha. O lado do pão onde ponho o queijo é sempre aquele mais  côncavo. Não sei porque, sabe me melhor assim, porque acho que é assim que deve ser. É apenas uma questão de segundos enquanto o meu cérebro avalia e processa a informação. E quando me apercebo que alguém está a comer uma fatia de pão com qualquer coisa do "lado errado" , aquilo mexe um pouco comigo, a sério que sim e só tenho vontade de dizer: "Hey! Não é assim que se come o pão", mas mantenho me calada, observando.Como é possível comerem uma torrada "ao contrário"?! 20 valores na minha escala de hábitos completamente loucos!

 

Outra coisa em mim que me deixa passada é a minha triste mania de coçar o nariz quando me sinto nervosa. Tiquezinho absurdo, aquele leve e rápido roçar do indicador pelas narinas. Certamente que pouca gente repara, ou já teria sido confrontrada com isso, mas eu que me conheço perfeitamente bem, sei que é um hábito, uma mania, chamem lhe o que quiserem da qual não me consigo ver livre de maneira nenhuma. Não haverá algum remédio que cure isto?

 

Há mais...muito mais... ok, não muito mais, mas será melhor ficar por aqui ou ainda começam para aí a pensar que sou uma criatura alíenigena.

 

E será que não sou mesmo????!!!!

 

 

 

 

 

sinto-me: "ET phone home"
publicado por Carlita às 20:58
|

Que dia tão doloroso! Como custa arrancar o esqueleto do quentinho da cama de manhã!!! Vou precisar para aí de duas semanas, no mínimo, para me recompor das férias e para voltar a engrenar no ritmo de sempre. Férias das férias. Não sou a única apologista dessa ideia.

 

Adoro esta época do ano. Aliás, há duas épocas no ano que eu adoro: o Outono e a Primavera. O espaço intermédio entre o Verão e o Inverno. No Inverno, depois de tanto frio e chuva, sabe me bem os primeiros raios quentes de sol, sabe me bem as tardes amenas sentada num banco de jardim a ler um livro, sabe me bem usar roupas mais leves e alegres. E depois da agitação e calor do Verão, adoro as primeiras chuvas que deixam aquele cheiro maravilhoso no ar, adoro ver as folhas a cair, adoro a luz dos finais de tarde (falando nisso, no domingo fiz uma viagem maravilhosa para baixo. Atravessar o Alentejo inteiro á luz de um final de tarde é qualquer coisa de fantástico), cada vez mais breves e adoro começar a usar a roupa quentinha do Inverno. E depois...há a tal história da mudança de horário, que eu só por um pequeno acaso, nesta altura AMO! É aquela horinha a mais que se dorme, os dias mais curtos... Apesar de ter nascido na Primavera ("Maio, maduro Maio quem te pintou?") , esta altura tem muito mais a ver comigo. Sem dúvida que se fosse uma estação, seria um príncipio de Outono. 

 

Ontem estive a dar banho ás minhas pipilins. Já faz parte da rotina que se segue depois de cada viagem á terrinha. Já deviam era estar habituadas, mas não estão... Foi  uma chinfrineira de todo o tamanho, já para não dizer que suei ali as estopinhas para as manter quietas enquanto tentava secá-las com o secador. A gorducha da Nokas (está tão gorda! A  sério. Até tem assim uns revelozinhos no abdómen que eu pensava serem gatinhos: " estás com bébés, Nó?" mas que vim posteriormente a descobrir ser mesmo gordura acumulada) até não se portou mal de todo...agora a minha "loira"... ui! aquilo é que foi um belo circo!  (as loiras são sempre terríveis!) Mas compensou o esforço, porque depois ficaram todas cheirosas e lavadinhas, a cheirarem a maçãs verdes, de "marrafinha" ao lado e tudo (porque eu penteei as!!!! LOL) prontinhas para irem fazer o ´"óó grande" aos pés da cama da dona.  Ok. Sei o que estão a pensar: "esta gaja não as bate todas." mas...não me culpem. Isto é puro instinto maternal. O meu relógio biológico já anda a dar sinais de vida á muito tempo.

 

Fazer marrafinhas em gatos... Aii! Internem-me JÁ!

 

 

 

 

sinto-me: mamã
tags: ,
publicado por Carlita às 14:41
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
19
20

21
22
26
27

28
29


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro