...da forma mais inesperada...

Quinta-feira, 31 de Julho de 2008

Aí está ele...o mês de Agosto. Aiii que dores!!!

 

Calma! São apenas mais 30 dias, só isso! Que coisas poderão correr mal em  30 dias? Muito poucas, esperemos que nenhumas, de preferência. Riscos controlados. De lembrar que 9 desses dias são dedicados unicamente a moi même, pelo que tenho mais é que aproveitar para me descomprimir e para manter o bronzeado fantástico(á custa de alguns escaldões) que tenho este ano. É verdade que nunca fico com aquele look acastanhado, típico das peles morenas. Ganho um bronze dourado, cor de rissol bem fritinho, nem a mais nem a menos. É escusado tentar fritar ao sol horas seguidas para me pôr um bocadinho mais escura, porque os meus melanócitos não vão além disto. E mesmo assim, muito bronzeada já estou eu. Tenho as marcas do parte superior do biquini quase a desaparecem (consequência de horas com as mamocas expostas ao sol. Lindo! isto é tão prejudicial...eu sei! eu sei!) e estou quase toda com uma cor uniforme, exepto, claro no rabiosque. Apesar do biquini minúsculo, ainda não aderi ao nudismo.  É sol de pouca dura também, pois aí para Outubro já voltei á minha coloração normal. Enfim, ao menos posso usar vestuário branco sem parecer um anúncio ás lixivias.

 

O meu humor também já está melhor. Numa escala de 0-10 situa se no meio. Nem pareço eu. Deve ser também do cansaço. Ultimamente ando a deitar-me a horas impróprias para consumo (digo, em relação aos meus horários de sono habituais). Tendo em conta que costumo deitar-me com as galinhas, na altura do Inverno, o facto do horário de verão ter menos uma hora e de ultimamente adormecer não antes da 01h30, quando tenho que me levantar todos os dias ás 8h00, tem feito os seus estragos. Como é que vocês acham que uma gaja de 30 anos como eu, consegue não ter uma única ruga no trombil? A dormir 3 ou 4 horas por noite? Não, não... Pelo menos 8h de sono seguido e de preferencia em estádio profundo, tenho que ter. Também não me ando a alimentar muito bem, confesso (mãezinha, não leias isto!). Nesta altura do ano, tenho sempre uma preguiça brutal para cozinhar, alimento me á base de saladas, qual grilo, lá seguem uns grelhados de vez em quando quando estou virada para esse lado e pouco mais. O simples olhar para o fogão enche me de calor. E juro vos que não estou de dieta ( se baixo além dos meus 55 kg, ainda sou levada para as Arábias por alguma rajada de vento mais forte). É simplesmente... ronha!

 

Aiii...o mês de Agosto está aí.

 

Eles (turistas) lá virão aos magotes, com a família atrás. Eles (turistas) lá encherão os parques de estacionamento, estacionando o carro no local de onde apenas o tirarão quando estiverem de volta; Eles (turistas) lá atafulharão os carrinhos dos supermercados com aprovisionamentos para um mês, deixando apenas vestígios da sua passagem, folhas de alface espalhadas pelo chão, iogurtes abertos, as frutinhas mais podres no fundo.Eles (turistas) lá se acotovelarão nas praias, lutando por um lugar ao sol, enquanto as suas crianças pulam e saltam, enchendo os outros de areia.

Acho que está na altura de  juntar o dedo médio com o polegar e começar a proferir um mantra : OHMMMMMMMMMMMMMMM!

 

 É melhor, para não começar a stressar!

publicado por Carlita às 15:22
|

Quarta-feira, 30 de Julho de 2008

Regra do facto mais absurdo e repetitivo da minha vida:

 

"Vai se ao cabeleireiro á tarde e encontra se o ex-namorado á noite."

 

 

 

Regra da roupa:

 

"Veste se uma mini-saia exactamente no dia em que está sempre mais frio"

 

 

 

Teorema dos sapatos:

 

"Os sapatos novos por muito bonitos que sejam, fazem bolhas nos pés"

 

 

 

Regra do álcool:

 

"A quantidade de cervejas bebida é directamente proporcional á quantidade de asneiras que apetece fazer."

 

 

 

Lei dos homens (adaptada):

 

"Á noite todos os gajos são parvos"

 

 

 

Primeira lei do infortúnio:

 

" Se estás sozinha, não tens companhia; se estás acompanhada encontras sempre alguém que está interessado."

 

 

 

Segunda lei do Infortúnio:

 

" Se te portas bem, o teu namorado põe te os cornos; se te portas mal, és uma vadia."

 

 

Terceira lei do infortúnio:

 

" A probabilidade de se encontrar alguém que não se deseja encontrar é directamente proporcional ao prazer proporcionado pela companhia  de com quem se está."

 

 

 

Lei das horas:

 

" Todas as horas são boas para chegar a casa, desde que não me perguntem no dia a seguir a que horas chegei."

 

 

 

 Teoria dos riscos no automovel:

 

" A probabilidade de se fazer um risco na pintura do carro do ex aumenta exponencialmente com a quantidade de álcool que se tenha em cima."

 

 

 

Lógica feminina:

 

"Uma mulher tem sempre mais vontade de ir á casa de banho quando não existe nenhuma por perto."

 

 

 

Regra dos saltos dos sapatos:

 

"Quanto mais altos forem os saltos dos sapatos, mais depressa se descalçam."

 

 

 

Segunda lei dos homens:

 

"Não há homens feios, apenas não se bebeu ainda o suficiente."

 

 

 

Terceira lei dos homens:

 

" A prontidão com que um homem se despacha é inversamente proporcional á crise feminina de falta de vestuário."

 

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por Carlita às 21:28
|

Finalmente consigo escrever qualquer coisinha...Ufff! Que estava díficil! Imaginem vocês que desde há uma semana para cá, não conseguia aceder ao meu blog? Isto foi cá um drama...Já calculam as histórias que perderam, não é? ehehehehe

 

Hoje estou danada! Com a mosca, mesmo... Há dias em que nem nos deviamos levantar da cama e hoje acho que é um deles. Podia se dar o caso de estar com o SPM e andar um quanto ou nada psicótica,o que até se justificava e era perfeitamente desculpavel se me apetecesse dar um par de selos na cara de alguém. Mas não. Não há justificação biologica para este mau humor que me corroi a alma. Há apenas os factores socioambientais que desde há uns tempos têm vindo a moer me os fígados.

 

Para começar... pareçe me que a porcaria das profecias das cartas do Tarot  (maldita a hora em que eu fui cusca, pahhh!) já começam a querer dar sinais de vida na minha vida e ainda nem sequer chegamos ao mês de Agosto . Mas estamos a dar nos mal com o clima, ou quê? Parece me que sim.  Ponham se para aí mas é todos finos e a baterem me continência que ninguém me põe a trelinha no pescoço tão depressa. Livra!

 

Depois...ando mesmo com pouca ou nenhuma paciência para certas coisas que antigamente não me incomodavam minimamente mas que agora já não consigo disfarçar sequer o asco que tenho por elas. Não dá! Não me peçam milagres! Não me peçam para me tornar naquilo que não sou. É violentar completamente o meu EU. Não... Chega! Basta! Quem gostar de mim, aceita me como sou, respeita o meu modo de pensar e agir e não tem que criticar. Pode não concordar ou aceitar(graças a Deus que estamos num país quase livre de censura e quase com liberdade total de expressão) mas não eu também não peço isso. Apenas peço que me dêem o meu espaço e o meu tempo. Apenas peço que respeitem a minha forma de ver o mundo, que pelo me tenho apercebido é muito diferente da de muita gente. E então? Tenho que ser igual aos outros porquê? Para quê?

 

Tenho me questionado muito sobre muita coisa. Ter chegado aos 30 foi para o que me deu. Diria talvez que estou a passar por uma crise de identidade. Estou a descobrir muitas facetas em mim, que já sabia que as tinha, mas que agora se estão a demarcar cada vez mais. Estou talvez em crise de identidade não em relação a mim, porque cada vez mais tenho aprendido a conhecer me melhor e a prever as minhas reacções, mas em relação aos outros. As pessoas desiludem me. Onde pensava que existia amor, só existia mera atracção; onde pensava que existia amizade, só existiam interesses; onde pensava que existia entreajuda, só existiam críticas. Há tempos estive com uma amiga de  longa data que já não via ha imensos anos. Depois de termos posto a conversa banal em dia, ela perguntou me quando estava eu a pensar casar.

-"Não sei se será tão para breve..."- respondi eu, apática, tentando não entrar em mais detalhes

-"Ah, mas vais ver que mais cedo ou mais tarde vais encontrar um princepe encantado e..."

 

Aquilo revoltou me o estômago. Logo!Senti um ímpeto nervoso dentro de mim que tive que a interromper:

-"Princepes encantados...bahhhh...não me gozes..." - resmungei, enquanto fazia um riso irónico e sarcástico

Ela olhou para mim, muito espantada e durante uns segundos esteve calada, de certeza a avaliar aquela minha reacção e depois teve a tirada:

-" Mas como, se tu eras de nós todas a mais romântica?"

 

E isso deixou me a pensar.Fiquei a matutar naquilo que ela me disse uns dias e a perguntar me a mim mesma quando é que eu me tinha tornado esta mulher fria e descrente nas pessoas? Desde quando é que eu tinha deixado de acreditar em sentimentos verdadeiros? Quando é que eu tinha matado o príncepe encantado que vivia nos meus sonhos? Não sei.  Suponho que quanto mais velhos somos, mais os golpes nos atingem profundamente e mais tempo levamos a sarar as feridas. Não era suposto ser assim...com a idade deveriamos adquirir competências emocionais suficientes para nos podermos defender e sairmos ilesos. Mas não. Cada vez mais acredito que as pessoas se refugiem numa carapaça protectora para não se tornarem vulneraveis aos ataques exteriores. Eu pelo menos tenho consciencia que passo a maior parte do meu tempo a construir uma muralha entre mim e os outros, porque não quero dar azo a aproximações, para não ter depois possiveis e provaveis desilusões. Talvez seja do meu ascendente Caranguejo:molinha por dentro e casca dura por fora.

 

Bem, mas não quero falar mais no meu estado de espírito que hoje está tudo menos católico. Aiii quando me apanhar de férias....não há-de haver mau humor que entre neste corpinho...

 

 

 

sinto-me: magoada
publicado por Carlita às 14:34
|

Segunda-feira, 21 de Julho de 2008

"It´s just another maniac monday...."

 

Ufff! Como eu odeio as segunda feiras(vocês sabem!). Diazinho macabro, diazinho terrível que devia ser abolido da semana. Desta vez,não tive encontros imediatos com coisas rastejantes, do mal o menos. Mas custa me sempre tanto voltar a engrenar em mais uma semana, sobretudo depois de ter passado um fim de semana de ócio, esparramada ao sol de dia e em copofolias de noite.

 

 Vocês ainda não sabem (porque ainda nao contei) mas agora nado toda jet stress! Fui na passada sexte feira á inauguração de um novo bar de praia na Manta Rota, que promete ser o must deste Verão, pelo menos para estas bandas. E adivinhem quem é a R.P do bar? A Maya. Sim, sim essa mesmo (Alexandre, migo, ri te! Nem de proposito!)pelo que já estão a imaginar a "vipeza" que por lá havia. Quer se dizer, eu também como sou assim um pouco ou nada pitosga, não vi muita gente e com o avançar da noite e o despejar dos copos, cada vez via menos (LOL). Mas foi uma noite diferente e agradavel até porque o tempo estava mesmo convidativo para se estar ao ar livre. Verdade seja dita, que tiveram mesmo muita sorte, porque no dia a seguir, estava um briol quase de rachar uma pedra ao meio.

 

Prontos, agora que sou VIP, agora que só vejo gente gira, sei láááá, só quero é aparecer nas revistas cor de rosa, está a ver???

A sério que me senti um pouco VIP quando entrei no bar e passei por cima daquele estrado enorme em madeira, iluminado com holofotes, apesar de estar a fazer a figura de otária de ficar com os saltos das sandalinhas presos entre a madeira, mas xiuuuu! ninguem viu. Para ser bom, bom, bom, bom, só faltaram foi mesmo os fotógrafos ali (eles estavam lá, sim, resmas deles, mas na zona VIP, onde estava a Cinha, a Maya, os amigos da Maya ...hummm..não vi lá o Calimero...e essas coisas todas chiquissimas). A ralé, o povão estava era mesmo espalhado por aqui e por ali, sendo simpáticamente barrados por seguranças que nos advertiam que aquela zona não era para gente da nossa laia. Não era bem por estas palavras, mas era isso que queriam dizer. Ok, ok...fiquem lá com as vossas figuras publicas que nós deste lado também nos divertimos muito, aliás, podemos fazer as figuras tristes que quisermos sem correr o risco de nos vermos expostos ao ridículo num qualquer capa de revista. Imagna o choque que seria aparecer uma manchete na Caras ou sei lá onde a dizer : "Loira sai de festa de sandálias na mão, voz entaramelada e olhos meios fechados" AHHHH NÃO! Eu cá gosto muito do meu anonimato, obrigada.

 

Este verão promete pois ser fértil em acontecimentos sociais, para sair do marasmo entediante em que se torna esta terra no inverno. Receio não ter energia suficiente para tanta socialização, pois sou mais do género "peace and love", "muita calma nessa hora" e muitos ajuntamentos causam me uma certa claustrofobia. Nada que uns diazinhos de férias não resolvam. As vacances estão quase ai...ehehehe...e com elas o mês de Agosto..Glupsss!

sinto-me: Vipissíma
publicado por Carlita às 21:46
|

Quarta-feira, 16 de Julho de 2008

Nunca vos aconteceu ficarem com pedaços de comida entalada nos dentes?

Descobri que tenho uma pôrra de uma  lasca de bacalhau metida entre os molares. Incômodo. Dores. Pareçe que tenho mais uns quantos dentes a mais (para além dos extraordinários dentes supranumerários que tenho).

 

Grrr!!!! Nem o fio dental resolve o assunto.

 

Maldita xixinha do mar...

publicado por Carlita às 00:38
|

Terça-feira, 15 de Julho de 2008

 

 

 

 

 

" target="_blank">http://www.youtube.com/v/b3c32wBYdU0&hl=en&fs=1">

 

 

So while Im turning in my sheets

And once again I cannot sleep

Walk up the door and up the street

Look at the stars beneath my feets

Remember rigths that I did wrong

So here I go

 

Hello, hello

 

There`s no place I cannot go

My mind its muddy but

My heart its heavy does it show

I lose the track that loses me

So here I go

 

Uhuh Uhuh Uhuh

 

And so I sent some man to figth

And one came back oat dead of nigth

Said he´d  seen my enemy

Said he looked just like me

So I set out to cut  my self

And here I go

 

Uhuh Uhuh Uhuh

 

I´m not calling for a second change

I`m screaming from the top of my voice

Give me reason, but don´t give me choise

Cause I´ll just make the same mistake again

 

Uhuh Uhuh Uhuh

 

And maybe someday we will face

And maybe talk but not just speak

Don´t buy the promise cause

There are no promises I keep

And my refelctions troubles me

So here I go

 

Uhuh Uhuh Uhuh

 

I´m not calling for a second change

I`m screaming from the top of my voice

Give me reason, but don´t give me choise

Cause I´ll just make the same mistake again

 

I´m not calling for a second change

I`m screaming from the top of my voice

Give me reason, but don´t give me choise

Cause I´ll just make the same mistake again

 

Uhuh Uhuh Uhuh

 

Uhuh Uhuh Uhuh

So while Im turning in my sheets

Uhuh Uhuh Uhuh

And once again I cannot sleep

Uhuh Uhuh Uhuh

Walk out the door an up the street

Uhuh Uhuh Uhuh

Look at the stars

Uhuh Uhuh Uhuh

Look the stars falling down

Uhuh Uhuh Uhuh

And I wonder where

Uhuh Uhuh Uhuh

Did I go wrong?

 

 

 

Há realmente erros que voltamos a cometer.

 

"Give me reason but don´t give me choise

     Cause I´ll make the same mistake again..."

 

 

 Ps: isto estava a correr tão bem...porque é que tiveram que aparecer logo dois vídeos no post quando apenas um era mais que suficiente?

 

Amanha logo dou um jeitinho a isto, que hoje já tou á beira da loucura psicótica...

 

Olhem, até lá divirtam-se...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Nostalgica
publicado por Carlita às 23:13
|

Segunda-feira, 14 de Julho de 2008

As segundas feiras já são dias assim um bocadinho complicados; nas segundas feiras a engrenagem do motor não desenvolve a sua máxima potencialidade; as segundas feiras já por si, custam a passar como o camandro... agora, juntem um barata numa segunda feira de manhã e aí têm o protótipo de um dia (quase) infernal para mim.

 

Vi uma barata hoje no serviço. Juro. Era castanha, gigantesca, media para aí 10 cm (exagero?! ou talvez não) e passou me assim rés-vés-campo-de Ourique junto aos meus pézinhos de princesa,quase nus, calçados apenas por uns chinelos que não tapavam  nada. M-E-DO! T-E-R-R-O-R! P-Â-N-I-C-O! E já estava a querer levantar as asinhas para voar para cima de mim... A sério! Mandei logo ali dois pares de gritos vindos do mais profundo do meu ser, saltei para cima da cadeira, desatei a suar, alcançei o solo do outro lado transpondo a secretária e fui correr pedir auxílio. Sim, pedir auxilio, porque aquilo era realmente uma emergência. Como demorava a chegar, fiquei de guarda ao bicho, de olho nela (mas longe, claro!) fazendo barulhos esquisitos quando a via movimentar se: "xxxxtttt!!!! xxxxxtttt!Quieta aí...." (que saudavel, falar para uma barata!), saltitando ora num pé, ora noutro, do género de quem se prepara para correr a maratona no caso de ela desatar a correr com aquelas patinhas todas na minha direcção. Entretanto voltou a esconder se atrás do armário, assustada com os meus berros....aaaaahhhhhhhh!!!! Despejei meia garrafa de éter para lá (se adormeçe as pessoas quando são raptadas, também endromina o sistema a uma barata, não?) Não...pois não...claro que não. Saiu logo de lá a correr. Novamente gritos. Com tanto chinfrim, lá apareceu um colega solítico a esborrachar o bicho. Ufff!!! Até que enfim!

-"As baratas não fazem mal..."- disse me ele, a rir se

-"Pois não, eu sei.... mas que queres? as gajas,pahhh...as gajas são assim..."

 

Mas não me convenceu muito com essa história. Quer dizer, racionalmente falando, eu até sei que as são inofensivas mas...são nojentas, asquerosas! Vivem nos esgotos, alimentam se sabe Deus do quê  e até está cientificamente provado no caso de haver uma bomba nuclear a nível mundial, possivelmente seriam os únicos seres vivos a sobreviver. Bierrrrggg! Mas estas criaturas são feitas do quê? Bom, podem até muito bem sobreviver a um ataque nuclear, mas não se escapam á fúria de uma vassoura nas mãos de uma gaja ensandecida( tenho a referir que no ano passado, parti uma vassoura ao meio ao  dar cabo do couro a uma barata que encontrei lá em casa). Primeiro berrei que me desunhei (reacçao típica de gaja), depois pulei em bicos dos pés , enquanto dava gritinhos estridentes e acordava a vizinhança (reacçao também tipica de gaja), só depois é que tive o bom senso de ir buscar uma vassoura e acabar lhe com a vida. Fez aquele barulho da queratinha a ser esmagda....Crrrrrggggg!!! Dá lhe com força! Morre bicho nojento!!!!  Buhhh....até fico com pele de galinha só de me lembrar. Obviamente que hoje passei o resto do dia no serviço cheia de psicoses, a olhar de esguelha para tudo quanto era quanto, ate já ouvia barulhos manhosos por detrás dos armários (seriam elas que estavam a congeminar algum ataque?) e pôr os pézinhos no chão...tá quieta abelha!!!

 

ODEIO bicharocos rastejantes, ODEIO bicharocos voadores, ODEIO tudo o que tenha mais pernas que eu e que salte e voe sem eu estar a fazer conta disso. Grilos, gafanhotos, louva a deus, escaravelhos, moscardos e toda a restante familia dos insectos artropodes revestidos a queratina...longe! Muito longe de mim.Então aqueles gafanhotos nojentos que nos saltam para cima sem estarmos a fazer conta, com aqueles olhos esbugalhados...bierg!! Uma vez quase que me ia matando só porque dentro do carro do meu ex namorado estava uma gafanhoto mutante (era enorme...ok...ja devem ter reparado que para mim os bichos são sempre todos de um tamanho assustador, não é? mas infelizmente é assim que os vejo) que me saltou para o colo e eu em plena autoestrada, com o carro a dar os 160km ia abrindo a porta e atirando me para fora do carro. Não! Não suporto bicharada dessa... Viram um filme do Indiana Jones, no qual ele viaja para a India com uma cantora da cidade e com um puto e a desgraçada passa metade do filme a gritar de cada vez que vê um bicho? Pois....então eu sou mais ou menos assim.

 

Ainda eu gostava de me embrenhar na selva a estudar a vida selvagem (sim, de vez em quando tenho estes delirios quando vejo a BBC Vida Selvagem).Acho aquilo um trabalho tão excitante e estimulante que me esqueço que odeio sujar as mãos de terra, detesto lama, gosto de durmir numa cama com lençois lavados e sem saber que existem criaturas voadores e rastejantes por perto. Para a selva ia sim, mas montada numa tenda, como os Rajás, com os gajos a levarem me e uns quantos com umas folhas de palmeira na mão a refrescarem a minha excelsa pessoa.

Como diz uma frase que caracteriza o meu signo : "Amor e uma cabana? Só se for de 5 estrelas!"

Mai nada!!

 

 

sinto-me: enojada
publicado por Carlita às 23:35
|

Quarta-feira, 09 de Julho de 2008

Há pessoas incriveis

Há pessoas que não vejo há uma data de anos e que se continuam a lembrar de mim e fazem questão de me demonstrar isso mesmo, enviando uma sms de vez em quando.  Toma aí, seu monstro de egocêntricidade e que só olha para o seu próprio umbigo....toma aí uma bela lambada de luva branca na tromba. Fico muito feliz, a sério...mas também me fico a sentir péssimamente mal por nunca ser capaz de enviar uma míseravel mensagem (tsss! tsss! nem posso dar a desculpa do preço das mensagens, porque há operadoras que as disponibilizam á borlix) a amigos que estão longe e que de vez em quando até me lembro deles pela qualidade dos bons momentos passados. Criatura estúpida, pahhh!!!

 

Depois há as pessoas que até são assim incriveis e queridas mas têm dias em que só nos dão vontade de lhes apertar o pescoço, em que parece que tiraram a semana para nos azucrinar, em que até temos vontade de ir beber um cafézinho com ela, desejando com todas as nossas forças que não tenha nenhuma saída infeliz (porque o cutelo já o levamos na malinha) e acabamos por não ir porque tivemos um atrofio qualquer, despoletado por um qualquer comentario(que possivelmente já nada teve a ver com o atrofio actual) e pensamos: "F****-**! Anda aqui uma gaja a aturar estas cenas PARA QUÊ?"

 

Resumo da história, jesta noite, á nos píncaros do desatino, via msn:

 

-"Pôrra que ultimamente andas impossível de aturar..." (eu)

-" Tu é que andas...amarra se o burro á vontade do dono..."(ele)

-" Sabes bem que não gosto de ir beber café a esse sitio...bla bla bla..."(eu)

-" Mas eu vou porque... porque..porque...(por isto, por aquilo, pelo outro) eu vou ali e tu vais onde quiseres" (ele)

-" Tens uns lindos modos para falar cmg...."(eu, já a começar a ver estrelinhas)

-"Blá blá blá...xau! diverte te..." (ele)

 

Pifffffff!!!!!!!!!!!!!!!

1... 2.... 3.... 4... 5.... 6.... 7....8.... 9.... 10.....

 

AARRRRRGGGHHHHH!!!

 

Já está benzido!!!!

 

E juro vos (!)  que não somos namorados (pelo teor da conversa, mais pareçe um arrufo de pombinhos), mas não tem nada, mas nada, nada a ver...

 

Há pessoas assim, que nos conseguem mesmo tirar do sério.

 

Ohhhhmmmmmmmmmmm!!!!  Auuuuuhhhhmmmmmmmm!!!

sinto-me: tentando apelar ao bom senso
publicado por Carlita às 22:52
|

Olá fofinhaus (esqueçam á parte do nhau no final...é do convívio prolongado com as minhas gatuchas)!

 

Já regressei toda saudável e curada das goelas. Pois, estava se mesmo a ver que para ficar boa só precisava mesmo era de ir estender o esqueleto ao sol... e foi isso mesmo que fiz no sábado á tarde. Apanhei com os ares frescos do mar, com os raios quentes do sol e fiquei finíssima. Ora nem mais! As bactérias deixaram de se multiplicar á segunda dose de cavalo de azitromicina, pelos vistos, inibia lhes qualquer coisa na síntese proteíca, essencial para os bicharocos se desenvolverem e reproduzirem e deu se a sua extinção em massa. Que se tivessem dado por muito felizes por  não terem sido atingidas por um cometa ou asteroide  qualquer de proporções gigantescas e de não ter ocorrido uma nova era glaciar. Ao menos assim, morreram felizes: morreram a tentar reproduzir se... é epidémicamente romântico.

 

Bom....tenho que contar isto: já conheci o rei de copas prometido!!! Não é um rei de copas que eu ame, que eu adore,nem sequer estou apaixonada por ele, atenção... Mas é de facto assustador! Passo a explicar: em Maio, aqui a loira, feita cusca, foi saber a sua sina. E o que é dizia a sina da loira, perguntam vocês?!!!! Dizia que até Julho iria conhecer um homem com determinadas caracteristicas (que agora não posso aqui enunciar), de uma certa idade, ligado profissionalmente a uma certa áera e que esse homem seria importante na minha vida. Até aí tudo muito bem, as previsões afiguravam se me maravihosas, nada que eu não mereçesse por ser tão boa pessoa (lol!) mas o pior veio depois. As previsões mais desgraçadas vieram depois. E eu fiquei assustada, aterrorizada, encagufada, espantada... MESMO! Mas pensei: " se até Julho não conhecer ninguém com estas características, estou safa! signifca que a previsões sairam todas erradas, logo, a pior parte da maquiavélica profecia não se irá concretizar!"  Passou se o resto do mês de Maio e...nada! Passou se o Junho e...nada!!! Ufff!! Já começava a respirar de alívio até que... tcharammmmm!!! Conheci alguém que encaixa perfeitamente em todas as caracteristicas prenunciadas e o pior  de tudo é que até é giro! Aiiii!!! E agora? E o resto? Eu não quero ver nada, não quero saber de nada. Só digo é que de Julho, passaremos directamente para o mês de Outubro (não para Setembro porque ainda fica fica demasiado perto no calendário). Ponto final. Parágrafo. Travessão.Abrir aspas. 

 

Agora que até ando diabólicamente feliz, toda stogonoff (strong enough, para os leigos) é que me haveria de aparecer um marmelo a fazer me profecias macacas para o mês de Agosto! Já ando a bater com os joelhinhos um no outro de tantas tremuras, só de pensar que.... ahhhh não! Então, haverá  algum baralho de Tarot ser mais forte que a minha vontade? Essa agora, também pareçe que estou parvinha.

 

E falando em parvónias.... hummm...abençoado calhauzinho da calçada onde alguém escorrega e bate com a cabeça sempre no mesmo lado e me faz rir ás gargalhadas(ok, ok...estão um bocadinho fora de contexto, eu sei, mas isto já é uma OUTRA história!). Um dia conto ao pormenor.

 

Vou ter que terminar o monólogo fascinante por aqui, pois ainda tenho muitos afazeres domèsticos para fazer e um deles é tirar um sonequita antes da janta. Uaaaaaaa! Fui picada pelo mosquito do óó.Zzzzzzzz.....Roooonnnc......Zzzzzzzzzz.......

 

 

sinto-me: sonecas
publicado por Carlita às 19:02
|

Sexta-feira, 04 de Julho de 2008

A loira está...DOENTE!!!!

 

É verdade,estou mesmo doentinha. Estou com anginas. E hoje nem sequer fui trabalhar.

 

 

 

 

 

Começei na quarta feira a sentir uma dor de cabeça manhosa o dia inteiro, a doer me o corpinho todo, mas pensava que era apenas cansaço, que a loira quando nao faz a suas 10h nocturnas de sono de beleza, no outro dia a seguir pareçe que está completamente de ressaca. Ás 17h já nem me dava lambida para fazer nada e foi quando começei a ter febre. Pronto! Está tudo aruínado. Eu que até nem sou uma criatura de fazer febres por dá ca aquela palha, quando faço já é muito mau sinal. E 37,5º para mim, já é quase para começar a ter delírios. Agora,pela minha goela só passa comida liquefeita,líquidos mornos  (é para esquecer as bjecas fresquinhas!), sinto me como se tivesse engolido uma bola de ténis e ela me tivesse ficado presa nas amígdalas.

 

 

Grrr! Logo eu, que sou uma criatura tão saudavel, que raramente fica doente, agora em pleno mês de Julho é que me havia de dar para estas coisas? Epaaahhh, que coisa foleira adoecer no verão... Adoecer por adoecer, mais vale que seja no inverno,para podermos ficar no quentinho do choco o dia inteiro e em que não há nada de mais para fazer. Agora no Verão? Com esplanadas para se ir, praias para se visitar, saídas noctunas combinadas...Estu cá mesmo muito triste!!! E vá lá vá lá, que muito boa já eu estou. Febre pelo menos já não tenho. Já consigo manter a cabeça levantada sem sentir que vou desmaiar a qualquer momento. E a merda disto tudo? É não termos a nossa mãezinha por perto para nos dar aquela canjinha reforçada feita com todo o amor e carinho; para nos dar aquele copinho de leite bem quentinho com mel á noite e nos agasalhar e passar nos a mão pela testa para saber se continuamos com febre....Aiiiii, quero regridrir ate aos meus 10 anos!!!!!

 

Bom, vou ter que vos deixar. Este fim de semana não promete ser nada de jeito....pelo menos, presseks não tenho (ao menos, valha me isso!) mas sempre posso arriscar apanhar uns arzinho numa esplanadita, ou não?

sinto-me: adoentada
publicado por Carlita às 15:45
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
29


Últ. comentários
Neste momento,tens um ombro amigo, um apoio, algue...
As pessoas mudam tanto quando se ferem o suficient...
Ah boa!!! Mas podiam por um nome mais sugestivo......
Canela não é a especiaria como já percebeste. Conh...
Sabes miga, cada vez acredito mais que nada aconte...
custa tanto... bem sei amiga...por isso é que, qd ...
adorei xD e fez.m bastante jeito
Também sou touro com ascendente caranguejo. 18 de ...
Eu também, parece que me estou a ver ao espelho :P
Miga, até a mim me doem as tuas palavras.... é tão...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro